Sábado, 18 de Novembro de 2017

Visibilidade e carreira

25 FEV 2010Por 04h:40
Na avaliação de Bruno, comparando o período que vai dos anos 80 até o atual cenário, no primeiro era mais complicado para uma formação ser conhecida. Hoje, há mais visibilidade para os novos, no entanto, manter uma carreira é complicado. “A concorrência é muito maior. Todos estão no myspace. Às vezes, vejo uma banda lá e me pergunto: por que essa ainda não estourou, sendo que tem um trabalho tão legal? Por sua vez, uma banda que mal saiu da garagem, sem muito esforço, é descoberta e se torna sucesso imediato. Na época em que as gravadoras tinham poder, o diretor artístico era um mal necessário. Muitas vezes acertava nas escolhas, outras nem tanto. Hoje é delegado ao público fazer a seleção e nem sempre se tem a possibilidade de acompanhar tudo o que é lançado. As emissoras de TV e as rádios, que são o funil disso tudo, não conseguem fazer escolhas e ficam esperando o grande sucesso aparecer”. Bruno acha que os anos 80 testemunharam no rock nacional uma “convulsão estelar”. “Não é sempre que, em um mesmo período, se reúna gente como Herbert Vianna, Cazuza, Arnaldo Antunes, Renato Russo, e, por que não, o próprio Biquini Cavadão. São artistas que diziam o que pensavam”. Os elogios à geração atual ganham forma na liberdade que os artistas apresentam. “Há uma liberdade maior, sem patrulhamento do passado. O rock pode se misturar com MPB, sertanejo, pagode e isso é muito legal, possibilita encontros musicais saudáveis”. Por falar em encontro, o próximo lançamento do Biquini será a composição que marca a parceria entre Bruno e o vocalista do Fresno, Lucas Silveira. “Participamos de um show deles e eles do nosso. O Lucas disse que foi muito influenciado pelo Biquini e, em um encontro no camarim, rolou a possibilidade de fazermos a música, que saiu do jeito que não é o estilo dele e nem o nosso. É algo que nunca faríamos separados”. A canção se chama “Acordar para sempre com você” e fará parte do show de domingo, que contará com os hits da banda e também versões personalizadas de sucessos da Legião Urbana, Nenhum de Nós, Kid Abelha, entre outros. O Biquini Cavadão prevê o lançamento de novo DVD ainda este ano. “Queremos colocar mais faixas novas nesse trabalho”, anuncia Bruno. A abertura do show do dia 7 será feita pela banda campo-grandense Delay. (OR) Serviço – Show do Biquini Cavadão, dia 7 de março, às 17h30min, no Parque das Nações Indígenas. Entrada franca.

Leia Também