Segunda, 20 de Novembro de 2017

Vereador petista provoca Simone e é vaiado

2 ABR 2010Por 21h:21

Rose Rodrigues, Três Lagoas

 

Em ato do PMDB, vereador petista defendeu a eleição do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) ao Governo do Estado e foi vaiado por quase mil pessoas. O fato aconteceu anteontem à noite na cerimônia de renúncia de Simone Tebet (PMDB) e posse da nova prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura (PMDB). Em seu discurso, Idevaldo Claudino (PT), único vereador da oposição na cidade, ignorou Simone, falou apenas do seu trabalho e elogiou o senador Delcídio do Amaral (PT) e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A vaia aconteceu quando ele afirmou que a vitória nas próximas eleições seria do ex-governador José Orcírio do Santos (PT).

Simone Tebet, que renunciou ao cargo de prefeita para ser candidata a vice na chapa do governador André Puccinelli (PMDB), disse que não se abalou com as provocações de Claudino. "Isso faz parte da democracia, apesar de ele ter escolhido o momento errado, porque não estamos discutindo eleições aqui", observou.

A cerimônia aconteceu na Praça Ramez Tebet, que fica no centro da cidade, e durou mais de três horas. A ex-prefeita fez um longo discurso, com citações do poeta Victor Hugo, e chorou muitas vezes. Ao final, uma imensa fila se formou para abraçar Simone. "Passa na memória os cinco anos em que administramos Três Lagoas, período em que tivemos de reinventar a cidade. Três Lagoas era uma cidade suja, sucateada, com as finanças comprometidas. Encontramos muitas pedras no caminho", lembrou.

Simone disse que o maior desafio da nova prefeita será o de diminuir a desigualdade social que ainda existe em Três Lagoas.

 

Homenagem recusada

Durante a cerimônia, a Câmara Municipal entregou à ex-prefeita o título de Cidadã Benemérita. A homenagem foi recusada por Simone. "Eu nem sabia que seria homenageada com este título e fico muito feliz, mas eu não posso e nem irei aceitar, porque eu não mereço nenhuma medalha. A obrigação de uma pessoa pública é trabalhar por sua cidade. Fui eleita para isso e não mereço recompensas", declarou.

Leia Também