Domingo, 19 de Novembro de 2017

Vereador filmado recebendo dinheiro sai da cadeia

14 SET 2010Por 09h:04

Mais um dos nove vereadores presos na Operação Uragano da Polícia Federal deixou ontem a Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa. José Carlos de Souza, 47 anos, o Zezinho da Farmácia (PSDB) foi libertado depois de conseguir habeas corpus no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ-MS).
Zezinho da Farmácia foi preso no último dia 1º deste mês depois de ter sido flagrado em gravações feitas pelo secretário de Governo da Prefeitura de Dourados, Eleandro Passaia, recebendo dinheiro de propina para votar projetos de interesse do prefeito afastado Ari Artuzi (sem partido).
Zezinho ainda permanecia na penitenciária porque, no dia em que foi preso, a Polícia Federal encontrou em sua residência um revólver. Como o vereador não tinha o registro da arma, também foi indiciado em inquérito por porte ilegal de arma. Este fato acabou retardando a sua liberação.
Antes mesmo de ser colocado em liberdade ele renunciou ao cargo de vice-presidente da Câmara. A juíza da 1ª Vara Criminal de Dourados, Dileta Terezinha de Souza Thomaz, já havia liberado da prisão os vereadores Marcelo Barros e Paulo Henrique Bambu (DEM), José Carlos Cimatti (PSB), Júlio Artuzi (PRB) e Aurélio Bonatto (PDT).
O presidente da Câmara Sidlei Alves (DEM) e os vereadores Humberto Teixeira Júnior e Edivaldo Moreira, ambos do PDT, continuam presos. Teixeira e Edivaldo pediram licença da Câmara por 35 dias e já foram substituídos em seus cargos por Cemar Arnal e Albino Mendes, ambos do PR. (FD)

Leia Também