Quarta, 22 de Novembro de 2017

Tropas da Otan atacam rebeldes no Afeganistão

14 FEV 2010Por 04h:48
Tropas da Otan lideradas pelos Estados Unidos lançaram ontem uma ofensiva crucial, com 15 mil homens, contra o último grande reduto do taleban na província mais violenta do Afeganistão e rapidamente se envolveram em confronto com militantes. O ataque é um teste para a decisão tomada em dezembro pelo presidente dos EUA, Barack Obama, de enviar mais tropas ao Afeganistão e também o início de uma campanha para impor este ano o controle governamental em áreas dominadas pelos rebeldes, antes que as forças norte-americanas comecem a retirar-se do país, em 2011. Poucas horas depois do início da operação, fuzileiros dos EUA enfrentavam militantes do taleban em Marjah, na Província de Helmand, no sul afegão. Três soldados norte-americanos morreram na explosão de uma bomba colocada numa estrada no sul do país, ontem, informou a Otan em um comunicado. Não ficou claro se eles foram mortos durante a ofensiva. Como os civis da região, onde vivem cerca de 100 mil pessoas, os militares enfrentam risco de serem mortos em armadilhas com explosivos que se acredita tenham sido espalhadas pelo taleban. Os marines se envolveram num confronto com militantes depois que as tropas desembarcaram de helicópteros perto da cidade. Eles dispararam pelo menos quatro foguetes contra os rebeldes. Pelo menos um fuzileiro ficou ferido por estilhaços. Depois de mais de duas horas de enfrentamentos, a área ainda estava imersa em combates e os soldados dispararam mais um foguete. O objetivo principal dos soldados das forças da Otan é tomar o controle do centro da cidade, um grande aglomerado de moradias.

Leia Também