Domingo, 19 de Novembro de 2017

Tropa de choque barra militantes do PT

30 MAR 2010Por 23h:02
Cerca de 60 integrantes do PT foram barrados ontem na altura do km 25 da Rodovia Anchieta, no sentido litoral de São Paulo. Eles foram retidos no acostamento da via por cerca de 20 homens da Força Tática, no acesso à cerimônia de inauguração do Trecho Sul do Rodoanel Mário Covas. A obra é uma das bandeiras da campanha do presidenciável do PSDB, o governador José Serra.

Os integrantes do PT chegaram por volta das 10h15min em um ônibus fretado, que ficou parado no acostamento da Anchieta por meia hora. O veículo vazio acabou autorizado a entrar, mas os petistas permaneceram no acesso à obra. Eles carregam bandeiras vermelhas do partido e alguns vestem camisetas da legenda com broches em forma de estrela, símbolo do PT.

Os petistas são do Diretório de São Bernardo do Campo, no ABC paulista. O presidente do partido no município, Wanderley Salatiel, tinha em mãos um convite para o evento que diz ter recebido por e-mail do secretário estadual dos Transportes, Mauro Arce. “A obra é aberta ao povo. Não podem nos barrar”, disse.

De acordo com o líder, o grupo veio comemorar a entrega do trecho do Rodoanel e prestigiar o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT). “A obra tem verba do governo federal. É justo que participemos dessa cerimônia. Não viemos tumultuar”, alegou.
Serra admitiu a contribuição do governo federal para a obra, com recursos de R$ 1,2 bilhão. O trecho sul custou, no total, R$ 5 bilhões. “Insistimos que Lula viesse, mas ele não pôde. Está envolvido com mudanças nos ministérios”, disse Serra. “A contribuição do governo federal representou 24% do valor da obra. Sem ele, não teríamos bala para fazer a obra”, reconheceu.

Além da Força Tática, esteve no acesso ao evento ao menos 30 carros da Polícia Militar (PM) e um efetivo estimado em 150 policiais. Segundo os PMs, o bloqueio do grupo ocorreu por “ordens superiores”.

Leia Também