Quinta, 23 de Novembro de 2017

Tradição do Pantanal destaca a água na avenida

28 JAN 2010Por CRISTINA MEDEIROS22h:04
A Esc o l a d e Samba Tradição do Pantanal – fundada em 2005 – levará à Via Morena, neste ano, um tema que diz respeito à existência do planeta: a água. Estão sendo investidos cerca de R$ 40 mil neste desfile, que contará com 600 integrantes, dez alas e uma bateria com 75 pessoas. “Em ‘Água, fonte da vida’ (o enredo) vamos abordar um tema universal; mostraremos uma história geral, problemas como poluição, escassez, seca, as inundações até chegar ao Aquífero Guarani e aos córregos de Campo Grande”, conta Paulo Sérgio da Silva Gomes, diretor de carnaval da escola – o presidente é Aristides Gomes, mais conhecido como Tidão. Fundada na região do Bairro Santo Amaro, a Tradição do Pantanal, desde a estreia na avenida, prima por um desfile “com os pés no chão”. “Vamos levar a realidade para a avenida e não o luxo. Sempre foi assim. Com pouco vamos contar uma história bonita, mesmo porque este não é um tema fácil de se contar na avenida sem que se tenha muito recurso financeiro, é trabalhoso”, explicou o diretor de carnaval. Diariamente a escola promove ensaios em dois espaços diferentes. O primeiro é na sede da escola, na Rua Presidente Nilo Peçanha, 650, Bairro Santo Amaro, sempre às segundas, terças e quartas-feiras, às 20h. O outro é no Centro de Atendimento e Assistência Social Vida Nova 1 (saída para Cuiabá), de quintafeira a domingo, no mesmo horário. “Neste local funciona um trabalho social que fazemos com crianças e adolescentes chamado Bate-Lata, uma bateria que utiliza instrumentos feitos de sucata. Alguns integrantes maiores de 10 anos, este ano, farão parte da bateria oficial da Tradição do Panatanal”, acrescenta Gomes.

Leia Também