Sábado, 18 de Novembro de 2017

Tornado pode atrapalhar abertura da Expoagro em Dourados

28 ABR 2010Por 20h:09

Cícero Faria, Dourados

 

A diretoria do Sindicato Rural de Dourados está correndo contra o tempo para garantir a realização da 46ª Expoagro depois do tornado que causou grande destruição no Parque de Exposições João Humberto Andrade de Carvalho, pouco antes do meio-dia de segunda-feira.

A feira começará dentro de duas semanas. E os prejuízos são tão elevados que ainda não foram calculados pelo sindicato. Um levantamento começou a ser feito ainda na tarde de anteontem em todas as dependências do parque para quantificar o valor dos prejuízos e o tempo necessário para os reparos.

Todo o sistema de energia elétrica do parque de exposição foi afetado. Um grande barracão foi destruído, vários prédios destelhados e mais da metade do alambrado que cerca a área foi quebrada por galhos, telhas e postes arremessados pelo vento.

A convite do presidente do Sindicato Rural, Marisvaldo Zeuli, o governador André Puccinelli – que visitava a cidade de Douradina, a 40 quilômetro de Dourados, esteve no parque de exposições para constatar pessoalmente os danos com o vendaval.

"Temos a garantia de que o governador vai nos ajudar de alguma forma. Precisamos unir forças nesse momento. Necessitamos ainda da ajuda da classe produtora. Sabemos do desafio que temos pela frente, mas faremos de tudo para que a Expoagro seja realizada", afirmou Zeuli.

O tornado cruzou a parte leste e norte de Dourados. E empresas localizadas na região do parque de exposição também tiveram prejuízos. A cooperativa C.Vale, perdeu a sua cobertura onde são descarregadas as carretas de grãos e três dos oito silos foram danificados.

Ontem, funcionários do Sindicato Rural de Dourados e técnicos continuaram levantando o prejuízo ocasionado com o vendaval, para que sejam providenciados os reparos na rede elétrica, barracões e na cerca. A 46ª Expoagro está marcada para o período de 13 a 23 de maio.

Leia Também