Sexta, 24 de Novembro de 2017

Temporada de pesca aberta nesta segunda-feira no Estado

27 FEV 2010Por 05h:07
A pesca está liberada a partir desta segunda-feira, 1º de março, nos rios de Mato Grosso do Sul (Bacias do Rio Paraná e Rio Paraguai). A Piracema — período para reprodução dos peixes, quando a pesca é proibida — começou no dia 5 de novembro e encerra- se amanhã. Dados preliminares da Polícia Militar Ambiental (PMA), apontam que 1,611 tonelada de pescado foi apreendida durante operações, mas o balanço final ainda será divulgado. Em média, duas toneladas de pescado são apreendidas durante todo o período de piracema, conforme estatísticas de operações anteriores. Os dados parciais mostram ainda que 67 pessoas foram detidas com pescado ilegal. Se condenadas, poderão cumprir pena de um a três anos de detenção. No caso de prisão em flagrante, cabe fiança. Além disso, a multa administrativa pode variar de R$ 700 a R$ 100 mil, mais R$ 10 por quilo do pescado irregular. Campanha A Associação Corumbaense de Empresas de Turismo (Acert) comemora a chegada da temporada da pesca esportiva e alerta sobre a necessidade de preservar os estoques pesqueiros, já comprometidos pela captura criminosa. A associação pretende iniciar uma campanha com os pescadores amadores que visitam a região com objetivo de incentivar o pesque e solte, modalidade já praticada desde 2007 durante o mês de fevereiro no Rio Paraguai. A pesca nos rios pantaneiros também significa sobrevivência para pescadores profissionais. Em Corumbá, são 1.600 associados à Colônia Z-1. Destes, menos de 80% conseguiram benefícios na piracema, de novembro a fevereiro, como o saláriodesemprego e bolsa alimentar. Segundo a entidade, 150 registros foram cancelados e os demais têm vínculo empregatício em aberto. Turismo A pesca esportiva é um segmento do turismo consolidado na região e as políticas públicas do município buscam fortalecer o setor com roteiros de contemplação da natureza, religiosos e culturais. Nos últimos quatro anos, Corumbá criou um calendário de eventos de fevereiro a dezembro, recuperou seu centro histórico e investiu em museus e centro de convenções. Corumbá é o principal destino de pesca esportiva do Pantanal e conta com a maior frota de embarcações (cerca de 70), com estrutura e comodidade para atender a todas as camadas de turistas. A pesca gera cerca de três mil empregos diretos e indiretos, entre piloteiros e tripulação, e movimenta outros serviços, como o transporte e a gastronomia, e o comércio na fronteira com a Bolívia. A piracema retrai a atividade, restrita aos pescadores profissionais, e algumas empresas que comercializam equipamentos de pesca fecharam as portas durante quatro meses. Os operadores aproveitam o período para reformar as embarcações e atrair clientes para a nova temporada. Algumas agências, como a Indiaporã e a Joice Tur, trabalharam em fevereiro com o pesque e solte.

Leia Também