Segunda, 20 de Novembro de 2017

Técnicos preparam pista para o Mundial de Motocross

28 JUL 2010Por 05h:47
Os técnicos responsáveis pela elaboração do projeto da pista do Motódromo Internacional de Campo Grande, Greg Atkins (designer de traçados) e Justin Barcley (construtor de pistas), trabalham desde ontem na Capital para o desenvolvimento do circuito, que receberá nos dias 21 e 22 de agosto, a etapa do Brasil do Campeonato Mundial de Motocross, 13ª da temporada.
Em conjunto com os europeus, o responsável pela logística da pista, Adilson Grecco, da empresa organizadora do evento, Bracco Internacional, está na Capital para oferecer as condições necessárias para a realização do projeto, em parceria com os representantes da Federação de Motociclismo de Mato Grosso do Sul.
O trabalho dos responsáveis pela pista começou com a marcação do terreno. “Eles estão desde o começo da manhã (ontem) trabalhando na marcação do circuito e já afirmaram que Campo Grande terá uma das melhores pistas do mundo”, destacou Grecco.
De acordo com o organizador, ainda não há uma data definida para a entrega da pista. “Queremos fazer o melhor trabalho possível e se necessário vamos trabalhar até um dia antes da competição”, disse.
O presidente da federação estadual, Firmo Henrique Alves, garantiu que tudo acontece no tempo-limite, mas sem risco. “São todos profissionais de experiência mundial. Temos ciência que estamos lutando contra o tempo, porém está tudo dentro do planejamento”, relatou o dirigente.
Cerca de 50 mil pessoas são esperadas em cada dia de programação da etapa na Capital. Os ingressos estão sendo vendidos pela internet, por meio do site www.mxgpbrasil.com e nas concessionárias Honda. As arquibancadas populares custam R$ 50, as arquibancadas vips com visita ao paddock R$ 200 e o camarote vip, com visita ao paddock, bebidas e refeições R$ 800. Estudantes pagam meia-entrada nas arquibancadas populares e vips. (JP)

Leia Também