Quinta, 23 de Novembro de 2017

Técnico do Verdão iniciou carreira em Dourados

21 FEV 2010Por 07h:44
Zagueiro que atuou por grandes equipes no Brasil e na Europa e teve várias passagens pela seleção brasileira, Antônio Carlos Zago estreia hoje no comando do Palmeiras, diante do São Paulo às 16h (MS) no Parque Antarctica. Antônio Carlos nasceu em Presidente Prudente/ SP, onde começou a carreira aos 13 anos de idade no extinto Corinthians local, mas foi em Dourados, para onde seus pais se mudaram na década de 1980, que ele apareceu para o futebol, primeiro nas categorias de base e depois, ainda aos 16 anos de idade, jogando profissionalmente pelo Ubiratan. A estreia no futebol profissional aconteceu em um chamado ‘rabo de foguete’ em 1987 no Morenão diante do Operário, que na época era a grande equipe de Mato Grosso do Sul. Atuando como médio-volante, sua posição de origem, ele perdeu um pênalti e embora sua equipe tenha sido derrotada, marcou um golaço. As boas atuações chamaram a atenção do São Paulo Futebol Clube, que mandou a Dourados o então coordenador das categorias inferiores do clube, Pupo Gimenez, para acompanhar alguns jogos do Ubiratan. Foi o suficiente para que Gimenez recomendasse aos dirigentes do tricolor do Morumbi a contratação da jovem promessa. Na época ainda existia a lei do passe. O Ubiratan então recebeu, no início de 1988, uma compensação financeira, além dos passes em definitivo de quatro atletas do São Paulo que haviam estourado a idade nos juniores. Vieram os zagueiros Cícero e Zózimo, o lateral esquerdo Correia e o atacante Andrade. O tricolor ainda emprestou o centroavante Freitas, que era da equipe profissional. Antônio Carlos se deu bem no novo clube. Em 1990 já era titular do São Paulo e, com apenas 20 anos de idade, foi campeão Brasileiro e da Copa Libertadores. Depois foi para o Alcabete da Espanha, retornou ao Brasil para jogar pelo Palmeiras, Corinthians, Sa ntos e Juventude/ R S, jogou ainda pela Roma e Besiktas da Turquia. Pela seleção brasileira jogou amistosos, Eliminatórias e a Copa América, mas não chegou a disputar uma Copa do Mundo. Embora não resida mais em Dourados, o agora treinador palmeirense ainda mantém vários negócios imobiliários na cidade e uma residência de alto padrão na Vila Progresso.

Leia Também