Quinta, 23 de Novembro de 2017

Taleban paquistanês assume atentado frustrado nos EUA

3 MAI 2010Por 09h:04
NOVA YORK

O grupo Taleban, do Paquistão, reivindicou na tarde de ontem a autoria do atentado fracassado em Times Square, uma das regiões mais movimentadas de Nova York (EUA), segundo informações das agências internacionais. Um carro com material explosivo foi encontrado pela polícia na 45th Street (entre a 7ª e a 8ª avenidas) na noite de sábado (1º), e o esquadrão antibombas foi acionado para desarmar o artefato. Ninguém ficou ferido.

Em um vídeo de um minuto publicado em um site islâmico, o grupo diz que o ataque é uma retaliação à morte do líder Baitullah Mehsud, além das mortes de outros líderes da Al Qaeda no Iraque. Imagens dos militantes mortos são mostradas no vídeo, em que uma voz não identificada faz a narração e há legendas em inglês. O vídeo foi descoberto ontem pelo SITE Intelligence Group, grupo norte-americano que monitora sites de militantes.

O artefato foi encontrado no fim da tarde de sábado dentro de um veículo estacionado na esquina da 45th Street com a Broadway, com o motor ligado e o pisca-alerta acesso, disseram autoridades. Um vendedor de camisetas observou “um veículo suspeito não ocupado” e alertou um policial a cavalo, que viu que o Nissan Pathfinder verde escuro tinha fumaça saindo de orifícios perto do banco de trás e cheirava a pólvora.

Um robô do esquadrão antibomba confirmou que o “rudimentar carro-bomba” –como foi descrito pela Polícia – continha materiais explosivos. O esquadrão antibombas retirou e desmontou três tanques de propano, fogos de artifício do tipo vendido ao consumidor, dois recipientes cheios de 19 litros de gasolina, dois relógios, baterias dentro de cada relógio, fios elétricos e outros componentes. O veículo foi tirado da Times Square na manhã de ontem e começou a ser examinado por especialistas forenses.

O governador do Estado de Nova York, David Paterson, se referiu ao incidente como um “ato de terrorismo”, mas as autoridades insistiram que o dispositivo não havia sido elaborado por profissionais ou pessoas bem treinadas. “Por sorte, ninguém ficou ferido, e agora a cidade, o Estado e as autoridades federais centram sua atenção em levar à Justiça o culpado deste ato de terrorismo”, disse Paterson em uma declaração por escrito.
As autoridades não conseguiram identificar o motorista do veículo, cujo número de matrícula e placa não coincidiam com o modelo de automóvel, e revisam imagens de câmeras de segurança dos arredores para tentar obter mais informações.

Leia Também