Sábado, 18 de Novembro de 2017

Novos hábitos

Sul-mato-grossense muda rotina por conta do tempo

31 AGO 2010Por 03h:33
As altas temperaturas e os valores extremos de baixa umidade relativa do ar, que no último sábado chegou a 9% em Campo Grande, faz com que as pessoas incorporem novos hábitos à sua rotina, como andar sempre com garrafas de água e até reduzir o tempo de permanência em academias de atividades físicas.
Na Escola Municipal Elízio Ramirez Vieira, localizada na Rua Antônio Moisés Faria, Bairro Jardim Pênfigo, a diretora Maria Neusa dos Santos orienta pais e alunos quanto à higienização adequada e hidratação. A intensidade das atividades físicas foi reduzida e o esporte substituído por atividades lúdicas, como jogos e leituras.
Ainda conforme a diretora Maria Neusa, as crianças só brincam no parquinho até as 9h ou depois das 15h. Desde o início de estiagem as medidas foram tomadas para tentar poupar os 850 alunos do tempo seco, no entanto, a responsável pela unidade explicou que muitos estudantes, principalmente os que têm problemas respiratórios, adoeceram e se ausentaram de algumas aulas.
Matheus da Conceição, de 7 anos, que cursa o 2º ano do ensino fundamental na unidade, contou que todos os dias bebe uma garrafa cheia de água por causa do calor. Já a coleguinha de classe, Isabelly Vitória Queiroz, de 6 anos, revelou que enquanto está na escola bebe três garrafas de água porque a boca fica seca e sente muita sede.
“Trabalhamos com os alunos questões como tomar bastante água e ter sempre uma garrafinha em mãos. A professora está liberando para o aluno molhar o rosto e beber água sempre que solicita e toda atividade física que requer gasto de energia foi suspensa”, garantiu a diretora do Centro Educacional Construindo o Saber – que fica na Rua Barão de Limeira, no Jardim das Mansões –, Ana Maria Moura Maia Bernardinelli.
Segundo Ana Maria, os estudantes substituíram o esporte em quadra por jogos lúdicos promovidos no pátio. Os banhos de piscina também começaram a ser marcados para o fim da tarde. “A gente tem tentado de tudo para que os alunos consigam permanecer esse tempo na escola”, afirmou.

Academia
Já o gerente e treinador da Mais Academia, Ivan Souza, disse que há dois meses o local, que fica na Rua Spipe Calarge, Vila Morumbi, deixou de funcionar das 11h às 15h por falta de público, mas em compensação agora abre às 6h, duas horas mais cedo que o habitual. “À tarde não dava para ter atividade física porque é muito quente, as pessoas têm dificuldade de respirar, principalmente as sedentárias. As pessoas vêm às 6h porque ainda está fresquinho e tem bastante vento”, explicou.
Um horário em que antes era registrado pouco volume de alunos, das 21h às 22h, passou a ter muita procura em função do clima que fica mais agradável. O gerente Ivan contou que em decorrência do tempo seco a academia passou a fornecer garrafa de brinde para que as pessoas se hidratem durante o treino.
O treinador da Mais Academia explicou ainda que nesta época é comum que os alunos apresentem problemas de pressão alta e sangramento no nariz. Alguns são orientados a voltar para casa. Nos últimos dias, as atividades foram adaptadas, o tempo de alongamento reduzido. (VS)

Leia Também