Terça, 21 de Novembro de 2017

SPC registra queda de 4,9% nas consultas

3 FEV 2010Por 07h:26
O número de consultas dos comerciantes de Campo Grande ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) teve redução de 4,99% em comparação com os meses de janeiro de 2009 e 2008, total de 34.280 acessos ao sistema. O índice é considerado o principal termômetro do comércio na Capital, pois aponta o número de pessoas dispostas a comprar no crediário ou com cheque. Porém, sua capacidade de medição está comprometida pela queda no uso do cheque, que teve redução de 16% no ano passado, e a preferência por outros meios de pagamento, como os cartões de crédito. De acordo com gerente do SPC de Campo Grande, Valdineir Ciro de Souza, a queda do mês passado pode ser motivada, além do recuo natural das vendas pós-natal, pelas empresas que deixaram de consultar o sistema, e também pela mudança no meio de pagamento. “Grandes empresas passaram a consultar por período, e não por compra. E também oferecem venda a cartão, até pelos cartões próprios, e esse dados não são divulgados pelas administradoras”, explica Souza. As empresas têm mudado a forma de consulta por compra para a periódica (Credit Scoring) para cortar custos. Cada consulta custa R$ 1,77 ao comerciante e, dependendo do valor da venda, pode comprometer parte dos lucros.

Leia Também