Sábado, 18 de Novembro de 2017

Sollys/Osasco fica com a taça na Superliga feminina

19 ABR 2010Por 09h:42
São Paulo

Acabou o tabu. Depois de quatro temporadas perdendo a decisão da Superliga feminina de vôlei para o Unilever (ex-Rexona), o Sollys/Osasco (ex-Finasa/Osasco) finalmente superou o rival e sagrou-se campeão nacional. Diante de um ginásio do Ibirapuera lotado, o time comandado pelo técnico Luizomar de Moura marcou 3 sets a 2 em duelo emocionante, com parciais de 25/23, 18/25, 19/25, 25/13 e 15/12.
Esta é a quarta taça do Osasco na história da competição – as outras conquistas foram obtidas em 2002/2003, 2003/2004 e 2004/2005. Apesar da derrota, o Unilever ainda segue como o maior vencedor: ao todo, a equipe possui seis títulos, obtidos em 1997/1998, 1999/2000 (ambas quando a equipe ainda jogava em Curitiba), 2005/2006, 2006/2007, 2007/2008 e 2008/2009.
A conquista de ontem simboliza o fim perfeito de uma temporada que começou caótica para o Osasco: dois dias após ser derrotado na Superliga do ano passado para o Unilever, o time perdeu o patrocínio do Finasa e ficou prestes a fechar as portas. Mas uma grande mobilização foi realizada e a Nestlé resolveu voltar ao vôlei, salvando e montando o grupo que se tornaria o melhor do Brasil e do continente.
Para tornar a história ainda mais emocionante, a vitória na decisão só veio no tie-break. Após um excelente primeiro set de Jaqueline, Osasco se tornou presa fácil do bloqueio rival, além de suas jogadoras protagonizarem verdadeiras panes em quadra. Quando tudo parecia perdido, com o Unilever melhor no começo do quarto set, Natália brilhou e levou o jogo para o tie-break, onde, embalado, a equipe ainda protagonizou outra virada após sair perdendo por 4 a 0.
Mesmo tendo ficado atrás do Unilever na fase classificatória, o Osasco era considerado favorito devido à consistência mostrada durante os playoffs, quando não perdeu nenhum jogo, ao passo que o rival esteve perto de ser eliminado pela Blausiegel/São Caetano na semifinal. Além disto, o time de São Paulo venceu os dois jogos realizados entre as equipes na competição.
Osasco ainda pode comemorar o fato de ter conquistado o título sul-americano sobre o Unilever, no ano passado.
A terceira colocação na Superliga ficou com São Caetano, que no sábado superou o Pinheiros/Mackenzie por 3 sets a 0, parciais de 25/18, 25/21 e 25/19.

Leia Também