Quinta, 23 de Novembro de 2017

Site americano destaca música de Miguelito

26 MAR 2010Por 05h:34
A internet tem revelado grandes talentos musicais sul-mato-grossenses, como é o caso da banda Midnight Purple, que estourou graças ao site ReverbNation ano passado. Em 2010, a vez é de Jaime Miguel Barrera, o Miguelito, reconhecido artista do Estado, com carreira consolidada na música (ele comanda as bandas Zutrik e Beatles Maníacos). Durante toda essa semana, ele esteve em destaque no site americano DC Bebop (www.dcbebop. com). Descoberto graças ao seu trabalho autoral, que une jazz, bossa nova e rock, o músico acredita que ter sido selecionado é como “ganhar na Mega-Sena”. “Le cirque”, que conta com a participação de Edmir Tozzi no acordeão, foi a composição selecionada para figurar no site. Diversos comentários elogiam a composição instrumental, que tem tom nostálgico. Miguelito detalha que o administrador de DC Bebop, Leon James, entrou em contato com ele em meados de fevereiro, contando que a equipe do site conheceu seu trabalho por meio do My Space – comunidade online, na qual músicos e ouvintes podem trocar informações – e desejariam colocá-lo em destaque. A página é atualizada semanalmente e o reconhecimento gerado durante esse tempo, afirma Miguelito, foi grande. “Desde que entrei no DC Bebop, os acessos à minha página no My Space aumentaram de 60 para 300 pessoas ouvindo minhas composições diariamente”, aponta. Outra surpresa, é que o maior número de acessos tem sido feito nos Estados Unidos. “É uma divulgação gratuita, eu só posso agradecer”, comemora. Projetos Embora haja dificuldades para a produção musical em Mato Grosso do Sul, Miguelito conta que tem dez discos finalizados, mas aguarda algum apoio para serem lançados. “O último produzido chama-se ‘Amazônia’. Inscrevi-me no Fundo de Investimentos Culturais (FIC) com um projeto que prevê o lançamento de um box com 12 discos. Vamos ver se vai ser aprovado ou não”, espera. O músico defende que a música brasileira tem qualidade e é muito bem vista em outros países. “Quem produz aqui precisa ter essa visão. ‘Gringo’ adora bossa nova e coisas com um toque regional”, alerta. Com o reconhecimento estrangeiro, Miguelito discute a possibilidade de que suas músicas sejam usadas em trilhas sonoras de filmes estrangeiros. “Alguns diretores e compositores da Alemanha entraram em contato comigo por meio do site. É algo que estou analisando”, detalha. Para ele, produzir música instrumental facilita o acesso ao trabalho, pois é algo que pode ser entendido em qualquer lugar, independente de idioma. Com esse pensamento, Miguelito continua produzindo discos, que, como ele define, trazem “músicas que rompem com o regional e alcançam a universalidade”. Neste processo, uma de suas preocupações é mostrar ao mundo a riqueza da diversidade cultural de Mato Grosso do Sul. Quem se interessar em conhecer mais do trabalho de Miguelito, pode acessar o seguinte endereço: www.myspace. com/miguelitoinstrumental.

Leia Também