Quinta, 23 de Novembro de 2017

Sete são presos por furto de gado no Estado

5 AGO 2010Por 07h:36
karine cortez

Sete pessoas foram presas em flagrante por envolvimento no furto de gado em propriedades rurais de Mato Grosso do Sul. A detenção aconteceu no último final de semana na cidade de Ivinhema, situada a 297 quilômetros de Campo Grande, quando a quadrilha desembarcava 29 novilhas que haviam furtado na noite do último dia 29 em uma fazenda de Selvíria. Na ocasião, eles também subtraíram do local um arreio e uma motosserra. Investigações da Delegacia Especializada dos Crimes de Fronteira (Defron) em conjunto com a Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Bancos, Assaltos e Sequestros (Garras) dão conta de que existam mais envolvidos com o grupo.
Os presos são: Celso de Jesus Manzoli, 42 anos, de Castilho (SP), Edson Camelo Cotrin, 29 anos, Alan Eduardo da Silva, 31 anos, Egídio Gatta Júnior, 33 anos, Tiago Frank Resende Goodoy, 23 anos, todos de Andradina (SP), além de Marco Antonio Bisconsin, 38 anos, de Nova Andradina (MS), e Valter Sartori, 45 anos, de Ivinhema (MS). Celso e Edson cumpriam pena em regime aberto em Birigui (SP), por furto de gado, e Valter, cumpria pena no mesmo regime em Ivinhema (MS), por roubo seguido de morte, ocorrido em 1993, em uma fazenda de Nova Andradina (MS), quando furtava bovino.
Todos os membros da quadrilha responderão pelos crimes de receptação e formação de quadrilha. Valter Sartori foi removido com autorização judicial para sede do Garras em Campo Grande/MS, onde outros três componentes do bando também estão presos. O delegado-titular do Garras, Ivan Barreira, disse ontem que as investigações continuam na busca de outros integrantes da quadrilha.

Leia Também