Terça, 21 de Novembro de 2017

Serra nega angústia para definir vice

1 JUN 2010Por 06h:47
São Paulo

Ainda sem um vice na sua chapa presidencial, o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, evitou falar ontem sobre as especulações a respeito de possíveis nomes e quais critérios o partido deve usar para defini-lo. A convenção do partido acontece no próximo dia 12 e a intenção dos aliados ao tucano é apresentar um nome até esta data. “Não vou falar mais sobre isso. Tudo o que eu falo gera especulação, não tem problema, vai ter uma boa definição”, disse.

O nome mais cotado para assumir o posto na chapa de Serra era do ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves (PSDB), mas ele já deixou claro que prefere tentar uma cadeira no Senado.

Caso o PSDB não encontre rapidamente um nome, o DEM, partido que integra a aliança de Serra, deve ter a preferência na indicação.
Segundo Serra, ele próprio está tranquilo com relação a esta escolha e evitou fixar prazos para que ela ocorra, dando a entender que o dia 12 não é um prazo fatal para sua campanha nesta questão. “Existe uma angústia do vice muito grande por parte da imprensa, eu pessoalmente, que sou o maior interessado, não estou angustiado. Vamos dar uma boa solução”, minimizou.

Avesso a rebater acusações políticas, o tucano também evitou polemizar declarações do deputado federal Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP), que prometeu se licenciar da Força Sindical para “falar mal” de Serra.

Leia Também