Sábado, 25 de Novembro de 2017

Senadores do PTB defendem aliança com PT

19 MAR 2010Por 05h:58
Contrariando a decisão do presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, senadores do partido manifestaram desejo de apoiar a ministra Dilma Rousseff (PT) na disputa pela sucessão presidencial. Segundo o senador Delcídio do Amaral (PT), os petebistas procuraram a ministra e pediram para ela conversar com o dirigente partidário. “Os parlamentares não querem apoiar o candidato do PSDB, conforme decidiu o Roberto Jefferson”, informou ontem Delcídio, durante a abertura da 72ª Expogrande. Diante da aproximação dos parlamentares do PTB com Dilma, o senador petista acredita atrair o partido para o arco de alianças do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) na batalha pela sucessão estadual. No total, o PTB tem oito representantes no Senado Federal. Ao partido, o PT ofereceu a vaga de vice de Orcírio, além de duas secretarias. Delcídio ainda calcula o apoio do PP, PSB, PCdoB e PMN. Ainda na abertura da 72ª Expogrande, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo (PT), reforçou que as lideranças estaduais do partido decidirão o rumo da sigla em Mato Grosso do Sul. “A turma daqui é quem vai resolver, não as lideranças nacionais”, disse. “Até ontem eu sei, o Zeca (Orcírio) é candidato ao Governo”, completou. Paulo Bernardo veio no lugar da ministra e pré-candidata a presidente da República, Dilma Rousseff. Segundo a assessoria de imprensa da Casa Civil, ela deixou de cumprir a agenda para ficar ao lado da mãe, Dilma Jane, que se sentiu mal na manhã de ontem.

Leia Também