Sábado, 25 de Novembro de 2017

Senador do Paraguai fica ferido durante atentado e dois morrem

27 ABR 2010Por 08h:26
EDILSON JOSÉ ALVES, PONTA PORÃ

O senador do Partido Liberal Robert Acevedo foi vítima de atentado a tiros no início da noite de ontem no perímetro urbano de Pedro Juan Caballero a poucos metros da divisa com Ponta Porã (MS). Os pistoleiros estariam em uma caminhonete Ford Ranger e, após fazer os disparos que balearam o político e mataram duas pessoas, fugiram em alta velocidade.
Segundo as informações da Polícia Nacional, Acevedo sofreu o atentado no momento em que estava acompanhado do seu motorista particular Floriano Alonso e do segurança Richard Martinez. O senador estava numa caminhonete Toyota Ranner quando, na confluência das ruas Alberdi com Natalício Talavera, nas proximidades do terminal rodoviário municipal de Pedro Juan Caballero, os pistoleiros começaram a disparar com fuzis e metralhadoras.
Os tiros mataram na hora o segurança e o motorista e deixaram Acevedo baleado no rosto e em um dos braços. Ele foi socorrido e encaminhado à Clínica San Lucas, no centro de Pedro Juan Caballero, onde foi submetido a cirurgia. O veículo utilizado pelos pistoleiros foi abandonado e incendiado na avenida Carlos Domingos, no Bairro San Juan Neuman, no lado paraguaio da fronteira.

Carreira
Robert Acevedo se notabilizou como um político que atua de forma veemente contra o crime organizado no Paraguai. Constantemente ele aparece nos noticiários policiais denunciando facções criminosas e grupos que teriam adotado o seu país como paraíso para a produção de maconha e como entreposto da cocaína oriunda de países como Colômbia e Bolívia.
Há cerca de um mês ele interceptou um caminhão que estava carregado com madeira sem licença ambiental e deu voz de prisão ao motorista. Ele acionou a Polícia Nacional enquanto ficou segurando o suposto contrabando. A atuação dele recebeu críticas por parte da oposição.
Em 2001, Acevedo foi eleito vereador em Pedro Juan Caballero; depois deputado estadual, prefeito e governador do Departamento del Amambay. Nas últimas eleições, foi eleito senador. Em 2008, recebeu prêmio no Foro Internacional de Justiça em Campo Grande pela sua luta contra o narcotráfico.

Leia Também