Sexta, 24 de Novembro de 2017

Sem explicação, gasolina e álcool ficam mais caros

24 ABR 2010Por 06h:04
VERA HALFEN

Os preços médios do litro de álcool combustível e da gasolina comum, nos últimos dez dias, ficaram R$ 0,05 e R$ 0,06 mais caros para o consumidor, respectivamente. O reajuste entre R$ 0,15 a R$ 0,20 no custo do etanol por parte das distribuidoras ao vender para os postos na última semana, não foi repassado integralmente ao consumidor final. Hoje, o custo médio do litro do derivado da cana é de R$ 1,77 e da gasolina R$ 2,58.
De acordo com pesquisa feita ontem pela reportagem do Correio do Estado, em 40 postos localizados na região central e bairros, o litro do álcool mais barato está por R$ 1,659 e o maior R$ 2,059, apontando variação de 24% ou R$ 0,40. O consumidor pode economizar até R$ 20 ao abastecer 50 litros desse combustível pagando o menor valor.
Já a gasolina varia entre R$ 2,39 e R$ 2,699 apontando índice de 12,9% ou R$ 0,30. A economia ao abastecer a R$ 2,39 chega a R$ 15,45.
Alguns proprietários de postos em Campo Grande comentam que as distribuidoras já reduziram os preços do álcool, comparado com o vendido na semana passada. Antes do reajuste (entre R$ 0,15 e R$ 0,20), o preço médio da venda do derivado da cana era de R$ 1,44. Porém, os revendedores comentam que o preço já recuou e nesta semana a venda para os postos está em torno de R$ 1,48.

Preços
No início do ano, os consumidores pagavam, em média, R$ 2,05 pelo álcool e R$ 2,60 pela gasolina. Em fevereiro, os valores ficaram estáveis. Já no final de março, o derivado da cana caiu para R$ 1,782 e o de petróleo ficou em R$ 2,466. Em abril, o álcool era vendido ao consumidor a R$ 1,73; já a gasolina teve pequena elevação: R$ 2,52.

Diesel
O óleo diesel mantém os preços estabilizados desde o início do ano, com média de R$ 2,13. O combustível pode ser encontrado entre R$ 2,08 e R$ 2,22.

Gás
Já o gás natural custa, para o consumidor, R$ 1,749. Todos os postos de combustível da Capital vendem o gás pelo mesmo preço.

Leia Também