Domingo, 19 de Novembro de 2017

Segundo mais votado será o novo chefe do Ministério Público

24 ABR 2010Por 07h:09
Flávio Paes

O procurador Paulo Alberto de Oliveira foi escolhido pelo governador André Puccinelli para ser o novo procurador-geral de Justiça no biênio 2010/2012. Ele substitui a Miguel Vieira da Silva, que deixa o cargo no próximo dia 9 de maio. O decreto de nomeação do novo chefe do Ministério Público Estadual (MPE) deve ser publicado na edição de segunda-feira do Diário Oficial. Paulo Alberto ficou em segundo lugar na consulta entre os membros do MPE que definiu a lista tríplice encaminhada ao governador para escolha do novo procurador-geral. Ele teve 107 votos, a primeira colocada, Irma Vieira de Santana e Anzoategui, teve 116 votos, enquanto o terceiro colocado, Humberto de Matos Brittes, alcançou 100 votos. O atual titular do MPE, com 68 votos, ficou de fora da lista.
O governador recorreu a uma metáfora para confirmar que havia se decidido por Paulo Alberto. “Não foi o primeiro, nem o último, optei pelo meio”, numa referência ao fato de o escolhido ter ficado em segundo lugar na listra tríplice.
O presidente da Associação dos Membros do Ministério Público, Humberto Lapa, foi informado no fim da tarde de quinta-feira da escolha do novo procurador-geral.
Embora preferisse que a indicação recaísse sobre quem fosse o mais votado (no caso, a ex-procuradora-geral Irma Anzoategui), Humberto diz que a decisão do governador não desqualifica o escolhido. Ele lembrou que em outras ocasiões, como na escolha da própria Irma, a preferência do governador à época, José Orcírio Miranda dos Santos, não recaiu sobre quem venceu a disputa interna, Olavo Mascarenhas.

Carreira
O futuro procurador-geral Paulo Alberto de Oliveira foi promovido a procurador em março de 2008 e em janeiro do ano seguinte já entrou na disputa para assumir o comando do MPE. Ficou em segundo lugar, mas foi preterido pelo primeiro colocado, Miguel Vieira da Silva. Era apontado como favorito para o cargo por contar com a simpatia do governador André Puccinelli, que o conhece desde Fátima do Sul, onde sua família morava e Puccinelli estava estabelecido como médico.

Leia Também