Sábado, 18 de Novembro de 2017

MS CANTA BRASIL

Samba de Diogo Nogueira pede passagem

3 SET 2010Por 20h:19
Thiago Andrade

O samba tomará conta do Parque das Nações Indígenas no próximo domingo, em mais uma edição do Projeto MS Canta Brasil, promovido pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS). O cantor e compositor carioca Diogo Nogueira sobe ao palco para mostrar ao público aquilo que faz de melhor, ou seja, samba. Filho do sambista João Nogueira, o músico de 29 anos se apresenta pela primeira vez na Capital, mas já é conhecido do Estado, tendo se apresentado no Festival da América do Sul em Corumbá este ano. O show começa às 17h30min e a abertura fica por conta do sambista, radicado na Capital, Gideão Dias.
Diogo Nogueira promete que a apresentação trará uma miscelância de canções próprias, versões e um pouco do trabalho feito na gravação do DVD “Sou eu”, realizada no dia 23 de julho. “Trago para meus shows um pouco do universo em que cresci. Existe muito do samba tradicional, de raiz, mas também tento dar uma roupagem nova aos clássicos e, principalmente, à música que componho”, aponta o músico – que conversou com o Correio do Estado por telefone, em entrevista exclusiva. Seu último trabalho, “Tô fazendo a minha parte”, lançado em 2009, foi elogiado pela crítica e colocou o jovem entre os grandes nomes da nova geração do samba carioca, que inclue, entre outros, Marcelo D2.
Apesar de o samba ser o berço de Diogo Nogueira, ele conta que suas canções carregam fortes influências do rock nacional e do hip hop, universos pelos quais gosta de passear. “Tudo acaba meio ligado e isso aparece nas minhas músicas. Mas, eu cresci nas rodas de samba da Lapa e, mesmo tendo tentado fugir, não deu. O samba me pegou no pulo”, brinca, referindo-se ao tempo em que flertou com o futebol, tendo treinado em times de base do Rio de Janeiro e de Porto Alegre. Entretanto, uma contusão o afastou dos campos, levando-o para os palcos.
Como influência, além do pai, Diogo Nogueira conta que tem toda a nata do samba carioca. Entre os principais, ele elege Paulinho da Viola e Beth Carvalho. Outros ídolos do cantor também participaram da gravação do DVD como, por exemplo, Chico Buarque e Ivan Lins. “Acho que uma grande surpresa será a participação especial da Companhia de Dança Carlinhos de Jesus. Foi uma grande reunião de sucessos essa gravação”, pontua. Entretanto, ele afirmou que ainda não há data de lançamento para o material.

Leia Também