Sexta, 24 de Novembro de 2017

Saiu zoneamento para o arroz de sequeiro

31 MAI 2010Por 08h:33
Cícero Faria, Dourados

O zoneamento agrícola para o plantio do arroz de sequeiro em Mato Grosso do Sul foi publicado ontem no Diário Oficial da União. A portaria indica as condições mais adequadas para os cultivos na safra 2010/2011 e inclui dados como temperatura, volume de chuvas, tipos de solo, período de semeadura e os municípios mais indicados ao plantio.

A obediência aos prazos de plantio dentro das normas de zoneamento agroclimático é exigência para a obtenção de crédito de custeio em bancos oficiais, como o Banco do Brasil, para que seja garantida a indenização do seguro agrícola ou Proagro em caso de perdas por fenômenos climáticos.  
Levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta que Mato Grosso do Sul cultivou, na safra 2009/2010, uma área de 26.500 hectares de arroz sem irrigação, com produção de 145.400  toneladas. Para a elaboração do zoneamento agrícola são analisados elementos que mais influenciam na produção de arroz, como quantidade de chuva e insolação.

Segundo o IBGE, as lavouras de arroz de sequeiro se espalham por vários municípios em pequenas áreas. Nas últimas safras foram registrados plantios em Aquidauana, Bandeirantes, Campo Grande, Sidrolândia, Rio Brilhante, Novo Horizonte do Sul, Miranda, Antônio João, Nioaque, entre outros. Esse tipo de arroz é plantado principalmente por produtores familiares e assentados porque não é preciso aplicar muita tecnologia como exige o arroz irrigado.

Leia Também