Domingo, 19 de Novembro de 2017

Safra de soja foi boa em Dourados

19 ABR 2010Por 08h:53
Cícero Faria, Dourados

Uma grande safra de soja produzida no município de Dourados foi confirmada na quarta-feira passada, durante a reunião bimensal da Comissão Regional de Estatísticas Agropecuárias (Corea), do IBGE para o fechamento do ciclo agrícola de verão.
Neste ano, os agricultores colocaram nos armazéns 18.300 toneladas a mais do grão, em comparação com a safra de 2008, também tida como de bom rendimento, explicou a chefe da agência regional do IBGE em Dourados, Jeize de Carvalho. As intensas chuvas de janeiro e fevereiro, que passaram de 400 milímetros, alavancaram a produção.
Os técnicos do Banco do Brasil, Embrapa Agropecuária Oeste, cooperativas, Agraer e de escritórios de assistência técnica apontaram que Dourados colheu este ano 436.800 toneladas de soja, cerca de 8% da produção estadual, calculada em 4,9 milhões/t. Essa safra foi ainda melhor que a de 2008 quando foram alcançadas 418.500 toneladas.
A produtividade média foi de 52 sacas por hectare ou 3.120  quilos nos 140 mil hectares cultivados na safra recém-encerrada. Em safras de bom rendimento a colheita rendia, em geral, de 48 a 50 sacas/ha. Por isso, os produtores de soja ainda festejam o ano bom para essa oleaginosa.
Em 2009, a produção de soja foi um fracasso por causa da seca prolongada que dizimou muitas lavouras, não só em Dourados com outros importantes municípios agrícolas, como Caarapó, Laguna Carapã, Rio Brilhante, Maracaju e Itaporã.
Os produtores douradenses colheram apenas 264.960 toneladas no ano passado. Em comparação com a produção de 2010, eles perderam 171.840 toneladas de soja, um dos maiores desastres financeiros recentes do agronegócio do município.

Outras culturas
A soja é a cultura soberana na safra de verão em Dourados. Mas o IBGE registrou plantios de arroz irrigado com 2.700 hectares, que produziram 16.200 toneladas do ‘agulhinha’ para um rendimento de 6.000 quilos/ha. e apenas 200 hectares de milho, com produtividade de 6.00 quilos/ha., de onde saíram 1.200 toneladas.
Mesmo encontrando dificuldade para levantar a área plantada com cana-de-açúcar no município, o IBGE projetou o plantio de 25.000 hectares, boa  parte absorvida pela Usina São Fernando, de açúcar e etanol, de Dourados. A cana também abastece a Usina Vista Alegre, em Maracaju.

Leia Também