Segunda, 20 de Novembro de 2017

Rumos Itaú Cultural lança novos editais

4 MAR 2010Por 06h:54
Há 13 anos se dedicando ao mapeamento e apoio a talentos das artes e da cultura brasileira, o Programa Rumos Itaú Cultural lançou nesta terça-feira, em São Paulo, quatro novos editais, com uma novidade que agradará em cheio uma parcela significativa da produção cultural do País, os artistas de teatro. Esta é a primeira vez que a área é beneficiada – já que até hoje, nas artes cênicas, a dança era a única que recebia apoio. Além do teatro, foram contempladas com editais as áreas de música, literatura e pesquisa acadêmica. As inscrições estarão abertas de hoje até 30 de junho, com exceção de literatura, que se encerram em 31 de julho. Como acontece todos os anos, várias cidades brasileiras – inclusive Campo Grande – receberão nos próximos meses equipes para não só divulgar as inscrições como debater a produção nacional nas respectivas áreas. As datas ainda serão definidas. Este ano, a projeção de orçamento do Programa Rumos é de R$ 11 milhões (em 2009 foram R$ 9 milhões). A finalidade do Rumos Teatro é promover intercâmbio entre grupos de todas as regiões do Brasil, contribuindo para o amadurecimento, a formação e a articulação desses coletivos no cenário cultural brasileiro. Neste programa, entende-se teatro de grupo como comunidade ou coletivo artístico empenhado em um mesmo projeto de caráter investigativo, com práticas de pesquisa continuada, que difere do teatro comercial, empresarial ou institucional. “O Rumos Teatro foi criado a partir dos encontros realizados nos últimos três anos, em várias partes do Brasil, e que nos permitiu um retrato preciso e amplo das questões que mobilizam os artistas desta área”, explicou Sônia Sobral, gerente do Núcleo de Artes Cênicas do programa, durante entrevista coletiva para lançamento dos editais. “Os grupos terão que comprovar pelo menos 4 anos de pesquisa continuada e trabalhar sempre em dupla”, complementou Sônia. Serão contempladas até 10 propostas de compartilhamento de práticas entre grupos de teatro (20 grupos) e o valor da verba varia de acordo com a proposta, indo de R$ 20 mil a R$ 44 mil por grupo. “O edital está centrado no intercâmbio, é um projeto que terá, necessariamente, que ser feito a quatro mãos. A contrapartida será um blog a ser mantido por um período mínimo de seis meses e os grupos realizarão, no mínimo, dois encontros presenciais entre os envolvidos no projeto”, acrescentou Sônia Sobral. Para Eduardo Saron, Superintendente de Atividades Culturais do Itaú Cultural, a obra pronta e acabada é apenas um dos objetivos do programa. “Mais do que isso, o principal para nós é fomentar a discussão, os diálogos e as reflexões em cada área. Nós concedemos o suporte para o artista pesquisador colocar sua energia no projeto”. Música, literatura e pesquisa Além das categorias Mapeamento e Homenagem – já existentes –, o Rumos Itaú Cultural Música criou outras duas: Coletivo e Infantil. A primeira será voltada a instrumentistas (acompanhantes ou solistas) intérpretes, programadores e DJs que desejem desenvolver trabalhos com músicos de outras regiões do País ou outras comunidades, bairros, estilos musicais, formação, faixa etária, entre outras. Na Infantil, os candidatos devem apresentar três músicas que integrem um projeto musical destinado a crianças de até 12 anos, ou uma obra de áudio com até 15 minutos, voltada à mesma faixa etária. O Rumos Literatura continua aberto aos interessados em desenvolver textos reflexivos sobre a literatura e a crítica literária brasileira contemporânea e também apresenta uma novidade. Trata-se da possibilidade de estrangeiros se inscreverem – e, neste caso, eles terão que comprovar a moradia fora do Brasil. A terceira edição do Rumos Pesquisa mantém a meta de fomentar a produção de projetos de pesquisa e a divulgação de monografias, dissertações e teses acadêmicas. O regulamento completo e mais informações sobre o Rumos Itaú Cultural podem ser obtidas por meio do site www.itaucultural.org.br/rumos.

Leia Também