Terça, 21 de Novembro de 2017

Roteiro

13 MAI 2010Por 19h:30

Itaimbezinho

Localizado no interior do Parque Nacional de Aparados da Serra, o cânion tem 5,8 km de extensão. Do centro até a entrada do parque (pela guarita) são 18 km de estrada de chão batido. Na parte alta do parque é possível fazer duas trilhas: a do Vértice e a do Cotovelo. Na parte inferior, dentro do cânion, só uma trilha é permitida, e deve ser feita com guia: a do Rio do Boi.

A trilha do Vértice consiste em um caminho de cerca de 1,5km (ida e volta). Por ela pode-se ver parte do cânion e as cascatas Andorinhas e Véu de Noiva.

A trilha do Cotovelo é mais extensa, mas vale a pena. Tem 6,3 km de extensão (ida e volta) e permite vislumbrar pelo menos 70% do cânion.

A do Rio do Boi apresenta maior grau de dificuldade, mas é um espetáculo à parte. São 8,3 km de percurso por dentro do cânion, muitas vezes pela água. A caminhada dura entre cinco e sete horas.

 

Banhos

Os banhos nas piscinas naturais e nas cachoeiras que existem pelo caminho estão entre as recompensas. Por isso, se você for a Cambará no inverno, volte no verão para desfrutar também desse passeio.

Rodovia RS 429, km 18, Itaimbezinho.

 

Cânion Fortaleza

Está no Parque Nacional da Serra Geral, que é uma extensão do Parque Nacional dos Aparados da Serra. Seus paredões, com 7,5 quilômetros de extensão, chegam a alcançar 900 metros de altura. Para chegar ao Fortaleza é só seguir a avenida principal de Cambará. São 22 km em estrada de chão batido. É possível ir de carro próprio mas, se você não conhece a região, prefira um veículo contratado. As agências de turismo e também algumas pousadas organizam passeios.

 

Trilhas

As trilhas mais conhecidas são a do Mirante (de onde se pode ver até 95% do cânion), a da Cachoeira do Tigre Preto e a da Pedra do Segredo. Na trilha da Cachoeira você passa por três quedas d’água e fica de frente para elas (400 metros de altura) mas, antes, passa por sobre a cachoeira, por um lajeado. Quem seguir adiante chega até a Pedra do Segredo, um bloco monolítico de cinco metros de altura e com quase 30 toneladas, que está equilibrado em uma base de apenas 50 centímetros.

 

Cânion Churriado

Também está no Parque Nacional da Serra Geral. Possui 3 km de extensão e suas paredes têm altura entre 250 e 700 metros. O acesso é livre.

 

Cânion Malacara

Por estar entre os menos conhecidos, também recebe menor número de visitantes. Para acessá-lo é necessário caminhar no sentido oposto ao da entrada do Parque Nacional dos Aparados da Serra, por uma trilha de cerca de 7 km. O cânion, contudo, fica no Parque Nacional da Serra Geral. Possui 3,5 km de extensão e profundidade média de quase 800 metros. O acesso também é livre.

 

Cânion Corujão

Tem 2 km de extensão e paredes que chegam a mil metros, cobertas pela Mata Atlântica. Pelo cânion correm diversos pequenos rios.

A coruja grande, que deu o nome ao cânion, tem o tamanho aproximado ao de um urubu e um grito estridente. Está entre os animais que podem ser avistados durante a aventura.

Leia Também