Sábado, 18 de Novembro de 2017

Rodoviária ativada em meio a grande festa

2 FEV 2010Por KARINE CORTEZ23h:31
“Foi o maior presente que Campo Grande e o Estado poderiam ter recebido. Isso representa o progresso de nossa cidade”, disse a primeira passageira a embarcar no novo Terminal Rodoviário Senador Antônio Mendes Canale, a auditora Júlia Machinsfg, 44 anos. Ela foi recepcionada na madrugada da última segunda-feira com uma taça de champagne, pelo prefeito Nelsinho Trad (PMDB). O brinde aconteceu à porta do ônibus da Viação Andorinha, que seguiu para Corumbá nos primeiros quinze minutos do mês de fevereiro, ativando, oficialmente, o novo terminal. Além de champagne, os passageiros receberam no terminal de embarque sacola contendo bombons, salgadinhos, água, caneca personalizada com o nome do novo terminal e livros sobre Campo Grande. Queima de fogos e seresta também abrilhantaram a festa. Mas não só de beleza foi marcada a data histórica para a Capital, pois milhares de pessoas foram até o local apenas para participar da solenidade de inauguração, o que acabou gerando tumulto, empurraempurra e atraso de passageiros que se misturavam aos curiosos e não conseguiam chegar até a plataforma de embarque. Sozinha, carregando malas e sacolas, a aposentada Maria Auxiliadora da Silva, 65 anos, quase não conseguiu embarcar para Adamantina (SP) e chegou no momento em que o ônibus já ia sair. “Foi difícil achar meu ônibus. Mas graças a Deus consegui chegar a tempo, e essa rodoviária é realmente linda”, disse. Entre os curiosos estava o casal Luciana Zibordi, 40 anos, e Jeferson Moreno, 32 anos, que mora na região central. “Viemos apenas para ver a inauguração, conhecer as lojas e o funcionamento do terminal. Afinal, esse é um marco histórico para nossa cidade”, disse Jeferson. Já Luciana aposta em que a bela aparência do novo terminal vai atrair boas vibrações. “Na rodoviária velha as vibrações eram muito negativas por causa da marginalidade e da prostituição que tinha no entorno. Agora, esse local vai ser mais um cartão-postal de Campo Grande”, salientou. Motoristas Jamir Medina, 40 anos, trabalha como motorista há 12 anos e estava conduzindo o primeiro ônibus a deixar o novo terminal rodoviário com destino à cidade de Corumbá. “Esse local é bem melhor. Aqui é mais amplo, mais moderno e pode ter certeza que não sentirei falta da rodoviária velha”, disse. Já o motorista Cláudio Aparecido Claudino, 43 anos, elogiou a nova forma de embarque que permite a apenas passageiros se aproximarem dos ônibus. “O fato de só entrar passageiros aqui no embarque dá muito mais segurança para nós”, enfatizou.

Leia Também