Quinta, 23 de Novembro de 2017

Restrições valem até na Bolívia

13 AGO 2010Por 06h:58
SÍLVIO ANDRADE, DE CORUMBÁ

Além de praticamente acabar com a campanha nas ruas de Corumbá e Ladário, a portaria assinada pelos juízes Eduardo Eugênio Siravegna e May Melke Siravegna vedou a presença de cabos eleitorais do outro lado da fronteira, na Bolívia.
A regulamentação torna “terminantemente vedado” qualquer tipo de propaganda nas cidades bolivianas vizinhas a Corumbá, onde residem muitos brasileiros.
Eduardo e May Melke alegam a “impossibilidade imediata de fiscalização e utilização do poder de polícia para coibir abusos” no país vizinho. Carros com placas da Bolívia, contudo, trafegam na fronteira com adesivos de candidatos.
Candidatos reclamam da restrição por considerar que os juízes não têm jurisdição eleitoral no país vizinho.

Leia Também