Relatório apontava número de merendeiras insuficiente

LAíS CAMARGO 29/09/2011 00h02

foto
Foto: Laís Camargo
Relatório mostra pontos deficientes da cantina

A Superintendência de Abastecimento Alimentar (Sual) - que é responsável pela vistoria nos 94 estabelecimentos educacionais da Capital - fiscalizou no dia 15 deste mês a Escola Municipal Iracema Maria Vicente, no Bairro Rita Vieira. onde 170 crianças passaram mal, na tarde de terça-feira, e foram internadas com suspeita de intoxicação alimentar. O relatório, feito à época da fiscalização, apontava algumas falhas na cozinha.

A equipe é formada por 16 pessoas que observam pontos da higiene, preparo e conservação da merenda.

São quatro pessoas, segundo o relatorio, cozinhando para 557 alunos que estudam em tempo integral. A equipe, portanto, trabalha por oito merendeiras.

Outra observação é quanto à insuficiência de merendeiras, que preparam três refeições diárias servidas em cinco turnos aos alunos. O controle de higiene é considerado adequado, mas o local de armazenamento de alimentos é apontado como pequeno, abafado e com excesso de poeira. Isto significa que o estabelecimento tem estrutura precária.

No relatório também é feito o pedido de substituição de dois liquidificadores e um fogão industrial novo, além de duas panelas.

Os alunos são ouvidos na fiscalização e eles dizem que consideram a qualidade da comida boa e gostam do cardápio oferecido.
 


Compartilhe