Domingo, 19 de Novembro de 2017

Relatório aponta número menor de infrações perto da nova rodoviária

16 AGO 2010Por 06h:39
Relatório de análise do semáforo que conta com o sistema “olho vivo”, instalado em frente à Estação Rodoviária Antônio Mendes Canale, localizada na Avenida Gury Marques, região da saída para São Paulo, demonstra que em cinco dias de tráfego, apenas 0,32% dos 179.840 condutores que passaram pelo local cometeram infrações, como avanço de sinal fechado, excesso de velocidade ou parada sobre a faixa de pedestre.
O equipamento funcionará em caráter educativo até o dia 4 de setembro, quando passará a multar os infratores. Enquanto isso, quem cometer irregularidade receberá em seu endereço uma notificação informando a violação cometida no trânsito, juntamente com imagens da ocasião. O avanço de sinal é detectado pelo “olho vivo”, gerando infração, somente das 6h às 20h, enquanto o excesso de velocidade é registrado 24 horas.
De acordo com o supervisor de análise do trânsito da empresa Trana, de Fortaleza, Airton Ramos, no período de 6 a 10 de agosto 179.840 condutores passaram em frente da nova rodoviária de Campo Grande nos sentidos bairro / centro e centro / bairro. Destes, 586 cometeram infrações, o que representa 0,32% dos motoristas que passaram pelo local.
Este número é 19,45% menor do que o registrado num único dia de teste do mesmo equipamento no início do mês, quando foram registradas 700 infrações cometidas em frente ao terminal rodoviário. Para o diretor-presidente da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) Rudel Espíndola Trindade Junior, a quantidade de infração foi reduzida porque agora o local está sinalizado, com placas indicando a presença de sinalização eletrônica.
Ainda segundo o diretor-presidente, a média de velocidade das pessoas que passam respeitando a sinalização é de 23 a 24 km/h. “Se 98,8% dos condutores passam a menos de 25 km/h é porque a sinalização está suficiente. No universo de condutores, o número de infratores é muito pequeno, mas são eles os responsáveis pelos acidentes graves”, afirmou.

“Olho vivo”
O semáforo instalado na Avenida Gury Marques é o primeiro da Capital que registra fotograficamente o avanço do sinal vermelho. Até 2.014, 70 equipamentos semelhantes serão instalados pela prefeitura em cruzamentos de Campo Grande. O chamado “olho vivo“ é composto por placas de sensores instalados sob o asfalto, que permitem o monitoramento individualizado por faixa de tráfego – inclusive motos – e possibilita a contagem de veículos.
A previsão é de que nos próximos dias o equipamento seja instalado na Avenida Afonso Pena, em frente ao Shopping Campo Grande, na Avenida Mato Grosso com a Rua Bahia e em dois pontos da Rua Joaquim Murtinho, um em frente ao Centro de Convivência do Idoso Vovó Ziza e outro próximo ao Ponto de Integração Hércules Maymone. (VS)

Leia Também