Sexta, 24 de Novembro de 2017

Regularidade põe Massa na liderança da F-1

5 ABR 2010Por 22h:26
Eduardo Miranda

A estratégia adotada pelo piloto brasileiro Felipe Massa, da Ferrari, no início da temporada da Fórmula 1, deu resultado após três corridas. Mesmo sem ganhar um grande prêmio sequer, Massa, que aposta na regularidade para o ano de 2010, saiu da Malásia como líder do Mundial de Pilotos.

Depois de dois pódios consecutivos, no Bahrein (2º) e na Austrália (3º), o brasileiro largou da 21ª posição e terminou em sétimo colocado, ontem, no circuito de Sepang. Para chegar ao topo da classificação da temporada, com 39 pontos, além da regularidade, Massa também contou com a quebra do motor de Fernando Alonso, a duas voltas do fim da corrida, quando o espanhol estava na nona colocação. O companheiro de Felipe segue com 37 pontos, e agora é o segundo do Mundial.

Sem a temida tempestade tropical anunciada pelos serviços de previsão do tempo, a corrida da Malásia teve como vencedor o alemão Sebastian Vettel, da equipe Red Bull. Após problemas nos grandes prêmios do Bahrein e da Austrália, a equipe finalmente comprovou o favoritismo e passeou ontem no circuito de Sepang, ao colocar seu outro piloto, o australiano Mark Webber, na segunda posição.

O pódio da terceira corrida da temporada foi completado pelo alemão Nico Rosberg, da Mercedes. O companheiro de equipe e compatriota de Nico, o heptacampeão Michael Schumacher, não conseguiu terminar a prova.

Nas últimas posições, os brasileiros Lucas di Grassi, da Virgin, e Bruno Senna, da Hispania, tiveram motivos para comemorar: foi a primeira vez que eles terminaram uma corrida na Fórmula 1, e chegaram em 14º e 16º, respectivamente.
O veterano brasileiro Rubens Barrichello, da Williams, saiu do GP da Malásia insatisfeito com o rendimento de seu carro, o qual ele chamou de “porcaria”, após ter cruzado a linha de chegada em 12º.

Leia Também