Sábado, 18 de Novembro de 2017

VOLKSWAGEN

Race Touareg 2, uma

22 JAN 2010Por 07h:07

“A vitória no Dakar 2009 foi o maior feito da Volkswagen nas competições”, disse o Diretor da Volkswagen Motorsport, Kris Nissen. “Mas esse triunfo virou história, nossa nova meta é provar mais uma vez no Rally Dakar 2010 que o Race Touareg continua sendo aquilo que o fez vencedor: o mais confiável e rápido veículo de Rally Cross Country que existe”. No ú ltimo sábado, dia 16, a s p a l av ra s d e K r i s se con f i rma ra m e o R ace Touareg 2 não só venceu a edição deste ano do Dakar, como ficou com as três primeiras colocações em um inédito pódio todo Volkswagen. Desde que estreou em competições em 2004, o Race Touareg introduziu conceitos e tecnologias que, ao lado de um programa constante de desenvolvimento, garantiram os resultados no Dakar. Foram 112 vitórias em um total de 214 especiais disputadas na África, na Argentina, no Brasil, no Chile, no Kazaquistão, enfim, por todos os lugares onde foram disputadas provas de Cross Country. Se contarmos apenas o Dakar, são 35 vitórias em especiais. Valentia O deserto mais seco do mundo, duas travessias dos Andes, 10 km de retas sem tirar o pé do fundo do acelerador, areia tipo talco (a tal da fesh-fesh) e dunas imensas. Para enfrentar todos esses desafios, os engenheiros da Volkswagen trabalham sem cessar no desenvolvimento do Protótipo Race Touareg 2, com seus 300 HP de potência, vindos de um motor diesel TDI. Um carro que respeita um dos princípios do Dakar: “Espere o inesperado”. Um carro que sabe que o Dakar, segundo as palavras do Diretor da Vokswagen, Kris Nissen é “Uma implacável maratona de cross country onde a confiabilidade é de fundamental importância, já que equivale à distância de uma temporada inteira de Fórmula 1. E mais, enfrentando cargas mecânicas extremas, terrenos dos mais variados, temperaturas dramáticas e variações de altitude que exigem um sofisticado desempenho da parte eletrônica do motor”. Prova de fogo O Dakar é uma passarela privilegiada para os fabricantes mundiais demonstrarem sua capacidade técnica na mais dura modalidade dos esportes a motor. Comparada com outras categorias, o Dakar oferece uma ampla palataforma seguida por bilhões de pessoas em todo o mundo. A TV, por exemplo, mostra o Dakar para mais de 190 países. Por todos estes aspectos, a Volkswagen se empenhou em mostrar as aptidões de seus veículos, mesmo que a versão de competição nada se pareça com a que roda nas ruas. O desenvolvimento do Race Touareg 2 se concentrou em detalhes que assegurassem a durabilidade dos componentes do câmbio, na refrigeração dos freios, na estabilização da voltagem da rede interna do carro e na manutenção do intercooler. E a lição de casa foi bem feita.

Raio-X

- Motor: Diesel TDI de 5 cilindros

em linha, turbo de

dois estágios com intercooler,

montado longitudinalmente

atrás do eixo dianteiro.

- Cilindrada: 2.500 cc

- Potência aproximada: 220

kW (300 hp)

- Torque: acima de 600 Nm

- Câmbio: sequencial de 5

velocidades montado longitudinalmente

- Tração: integral (4x4) permanente

com três diferenciais

mecânicos com travamento

viscoso selecionável

e embreagem de cerâmica

com platô triplo e atuação

hidráulica.

- Eixo dianteiro e traseiro:

duplo triângulo com dois

conjuntos mola/amortecedor

por roda.

- Direção: pinhão e cremalheira

assistida eletricamente

power-assisted.

- Freios: a disco ventilado

nas 4 rodas (320mm) com

pinças de alumínio com

seis pistões de acionamento

na dianteira e quatro na

traseira.

- Rodas: 7 x 16 polegadas e

pneus BFGoodrich “All Terrain”

235-85/16.

- Carroceria: de fibra de vidro

(52 kg) com estrutura tubular

em aço. Duas portas.

- Dimensões: 4,171 m de

comprimento, 1,996 m de largura,

1,762 m de altura, 2,820

m de distância entre-eixos.

- Peso: 1,787.5 kg

- Aceleração: de 0-100 km/h

em 6.1 segundos (no asfalto)

- Velocidade máxima: aproximada

de 200 km/h.

Curiosidades

- 5000 peças - fora o motor – compõem o Race Touareg 2.

- São 132 sensores que fornecem aos engenheiros todas

as informações sobre temperaturas, pressões, velocidades

e movimentos mecânicos.

- O ar-condicionado é capaz de abaixar a temperatura

interna em até 10 graus centígrados. Deixando a cabine

em confortáveis 30º.

- A tecnologia do motor TDI começou a ser desenvolvida

em 1978 e já venceu o Dakar, as 24 Horas de Le Mans e

o Campeonato de Turismo da FIA.

Palavras do piloto

“Os motores TDI são fantásticos. Não são apenas positivos

para o meio-ambiente por causa do seu consumo,

mas também podem ser dirigidos muito mais suavemente

que motores a gasolina. Suas características de

torque e entrega de potência são ideais para provas de

cross country", Maurício Neves, brasileiro e piloto de

fábrica de um dos Race Touareg 2.

Leia Também