Sábado, 18 de Novembro de 2017

Quatro pessoas suspeitas de roubos são baleadas pela Polícia Militar

18 AGO 2010Por 07h:49
karine cortez

Em menos de uma semana, quatro pessoas acusadas de roubo foram baleadas durante ação da Polícia Militar,  em Campo Grande. Na noite de segunda-feira, por exemplo, Michel Vera Cruz, 22 anos, e Jackson Ramos Borges, 23 anos, foram atingidos por disparos de arma de fogo feitos por policiais da Companhia Independente de Gerenciamento de Crises e de Operações Especiais (Cigcoe), quando assaltavam a Conveniência Gaeta, situada na Rua Monte Real, no Jardim Novos Estados.
No  último dia 12, Valdemar Nunes de Souza Junior, 25 anos, também foi baleado durante perseguição da PM na Avenida Afonso Pena. Na manhã de segunda, Anadilson Costa Leite, 41 anos, suspeito de ter comandado o arrastão (onda de assaltos) na última sexta-feira, foi capturado e alvejado na perna.
A Polícia Civil informou que policiais da Cigcoe estavam passando em frente à Conveniência Gaeta quando perceberam movimentação estranha dentro do estabelecimento e decidiram verificar o que estava acontecendo. Ao se aproximarem do local, viram dois homens armados pegando dinheiro do caixa. No momento em que a polícia deu ordem para se entregar, os dois bandidos começaram a atirar e houve revide. Um dos tiros acertou o tórax de Michel e Jackson foi atingido na perna. Os dois foram encaminhados para a Santa Casa, onde continuavam internados ontem, acompanhados por escolta policial.
De acordo com a Polícia Civil, os assaltantes não têm passagem pela polícia. Eles chegaram ao estabelecimento apontando armas, dois revólveres calibre 38, e ordenando que o atendente entregasse todo o dinheiro existente no local. Enquanto Michel apontava a arma para as vítimas, Jackson pegava o dinheiro. No momento em que foram detidos, estavam de posse de R$ 415 que já haviam pego da conveniência.

Afonso Pena
Motoristas que trafegavam no final da tarde do último dia 12 (quinta-feira) pela região central de Campo Grande ficaram assustados ao presenciar a Polícia Militar (PM) perseguindo o suspeito de roubos de motos, Valdemar Nunes de Souza Junior, 25 anos, que estava de moto e durante a fuga, trafegou pela contramão na Via Morena, Avenida Fernando Corrêa da Costa, Rua 13 de Maio e, inclusive, pela Avenida Afonso Pena. A ação só terminou nas proximidades da Prefeitura de Campo Grande, onde Valdemar acabou sendo baleado na perna pela PM depois de ameaçar atirar contra a polícia.
Nada ficou provado e Valdemar foi autuado apenas por falta de permissão para dirigir e desobediência à ordem de parada. A moto conduzida por ele estava no nome do pai dele.
Arrastão
A Polícia Militar prendeu, na manhã de segunda-feira, Anadilson Costa Leite, 41 anos, suspeito de ter comandado a onda de assaltos na última sexta-feira, em Campo Grande, e é apontado como o autor dos disparos que atingiram a viatura da PM. O rapaz estava escondido em cima de uma árvore numa chácara, situada nas proximidades da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Segundo a PM, ao avistar os policiais, Anadilson ameaçou atirar contra a equipe e acabou sendo baleado com um tiro na perna direita.

Leia Também