Domingo, 19 de Novembro de 2017

Quando a paixão é pelo amigo do ex

8 ABR 2010Por 20h:21

Rosana F./Bolsa de Mulher

 

Durante o namoro você conheceu um monte de pessoas interessantes, com gostos parecidos com os seus, que frequentavam os mesmos lugares: os amigos do seu ex-namorado. Agora que você está sozinha, esbarra com um deles numa noitada e vem aquela vontade de conhecê-lo melhor, rola a maior sintonia. E aí? Dá para se envolver com o amigo do ex ou é furada?

Veja bem: o amigo do ex pode ser o próximo homem da sua vida. A publicitária Elis de Souza está por dentro do assunto. "O namoro já tinha terminado há algum tempo quando passei a encontrar um amigo do meu ex-namorado em todo lugar. Começou a rolar um clima entre nós", lembra ela, que tentou evitar mas não conseguiu resistir ao charme do rapaz. "Ficamos a primeira vez e foi maravilhoso. No dia seguinte, nos encontramos para conversar sobre minha antiga relação e decidimos não levar adiante por respeito ao passado. O problema é que não conseguimos nos evitar e caímos em tentação várias vezes até que começamos a namorar".

O ex de Elis tomou conhecimento da história da pior maneira possível. "Fomos vistos saindo do cinema de mãos dadas e contaram para ele, que ficou pê da vida", revela, dizendo que a amizade entre os dois amigos subiu no telhado. "Meu ex-namorado ficou achando que o traímos durante o namoro, mas isso nunca aconteceu. Enfim, paciência: a vida continua e ninguém pode te impedir de viver um grande amor", diz ela.

 

A vida é uma só

O que os olhos não veem o coração não sente, diz o ditado. O jornalista Sandro Moreira assina embaixo. Ele viveu um romance com a melhor amiga da namorada enquanto eles estavam juntos. "Foi mais forte do que tudo. A gente se aproximou muito, conversando, trocando confidências. Ela me dava chocolates, me buscava no trabalho. Até que um dia, ao nos despedirmos, ficamos meia hora abraçados", lembra Sandro que, naquele dia, conseguiu resistir. Mas no seguinte... "Ficamos e foi bom demais. Foi uma coisa de louco", conta ele, que não se arrepende dizendo que a vida é uma só. "Não machucamos ninguém: minha namorada nunca ficou sabendo e os dois são melhores amigos até hoje", revela, já "curado" da paixão.

Há quem prefira lutar contra os sentimentos para não magoar o outro. É o caso da estudante Silvia Andrade, que correu do amigo do ex, apesar de ele ser interessantíssimo. "Nos encontramos em um restaurante e ele me contou tudo sobre meu ex-marido: disse que ele estava muito bem, namorando, feliz. Depois emendou uma cantada, dizendo que eu também parecia ótima e muito gata", lembra a estudante, que sentiu vontade de beijá-lo, mas resistiu. "Eu dei um desculpa e saí de fininho. Podem passar mil anos, mas nunca vou ficar com nenhum amigo do meu ex-marido por um motivo muito simples: não faço com o outro o que não gostaria que fizessem comigo", defende.

Para os psicólogos, do convívio com os amigos do ex pode, sim, surgir uma atração. Eles dizem que em situações assim, verifique se há interesse pela parte dele, se seria uma relação importante e com sentimento verdadeiro e quais as implicações de investir nesse romance. E o passado precisa ser respeitado, mas o presente não pode ser ignorado. O ideal é avaliar se seria possível todos conviverem de forma harmoniosa. Há que se pensar também no grau de amizade entre eles e as implicações de investir nessa relação. E em que tipo de namoro se tinha com o ex, se foi sério, com grande envolvimento ou um namoro sem compromisso.

 

Contar ou não contar?

Se a história de amor com o amigo do ex começar, devemos contar ou não a ele? Os psicólogos observam que se for uma relação amistosa e civilizada vale a pena contar em respeito e consideração à pessoa. Do contrário teria que se pensar nas reações dele e se o novo casal acha confortável. Há necessidade? É lembrado ainda a questão do sentimento de posse. O sentimento de posse independe de ser homem ou mulher, mas da personalidade e da forma como a pessoa aprendeu a se relacionar. A ruína da amizade dependerá da intimidade que se tem.

Leia Também