Terça, 21 de Novembro de 2017

Cenas de Campo Grande

Qual o bicho que não tem rabo?

21 JAN 2010Por ANDRÉ LUIZ ALVEZ, ACIDO13@GMAIL.COM05h:25
No final do ano passado, resolvi dar um tempo e curtir férias com a família em Natal- RN. O lugar é lindo, desde já recomendo, principalmente os passeios na praia de Pipa, Maracajaú, Punaú entre outras. Até agora estou falando “bichim, tem não, ôxente, frutofu (dinheiro), dindim (que não é dinheiro, mas picolé), amafunbá (namorar)”, entre outras impublicáveis. Só não gostei muito da comida, vez que não gosto de frutos do mar, não sei como tem pessoas que preferem camarão a um bife acebolado. Até agora não consegui digerir um polvo recheado que invoquei de comer. Fui salvo por várias porções de carne de sol com macaxeira. A macaxeira é bem parecida com a nossa mandioca, difere na cor, que é branca, e no sabor, um tanto mais suave. Os passeios na cidade de Natal e arredores fizemos em ônibus de turismo, todos com os olhos focados lá fora, muita água, mar pra todo lado, um pouco de mato, areia e sal. Num dado momento, meu filho Bruno, do alto de seus cinco anos, lascou abrupta pergunta: “Pai, qual bicho que não tem rabo?”. Franzi a testa, fechei o punho, tossi e nada de respostas. Ele continuou me olhando na esperança de resposta. Será que é bicho do Pantanal ou ele viu algum lá fora? De imediato me veio à mente um bando de capivaras que vimos recentemente no Lago do Amor, mas certamente não fosse esta a resposta, visto que capivara tem rabo, pequeno, mas tem. Ele prosseguia me encarando, mas agora trazia nos cantos dos olhos algo traquina, dando mostras de confiança que eu não saberia a resposta. Minha mente vagou pelo mundo animal e acabei indo ao encontro de um animal que nunca gostei. A ema não tem rabo e é um dos bichos mais esquisitos que existem. Dizem que diante do perigo esconde a cabeça em um lugar seguro e se esquece do resto do corpo. Além disso, é uma ave que se defende com coice, mesmo não sendo equino, parece andar de mãos nas costas, tem asas mas não voa, sendo que é o macho que choca os ovos, talvez por piedade da fêmea, afinal, não é qualquer bicho que consegue pôr ovos tão grandes. Penso que, por essa razão, ela nunca retorna ao ninho, sequer para ver os filhotes. E quando eu pensava ter a resposta, eis que o Bruno interrompe impondo regras: “Não vale peixes, aves e insetos”. Danou-se tudo. Voltei à estaca zero, caminhando em mente por diversos zoológicos. Que raio de bicho seria este que não tem rabo? Mas por que os bichos precisam de rabos? Num rápido raciocínio, chego à conclusão que necessitam de rabo para alguma atividade. Os macacos, por exemplo, o usam para se pendurar nos galhos, o cavalo para espantar mosquitos, as aves para mudar a direção do voo. Enfim, todo rabo tem sua função e concluí comigo mesmo que todo animal tem rabo. Dou-me por vencido e peço a resposta. Meu filho abre um lindo sorriso e diz convincente: “ – É o bicho homem!”. Todos riem. Minha filha Andreza diz ter outra resposta e fala que o porquinho da índia também não tem rabo. Não sei se é verdade, vou conferir assim que encontrar um pela frente. Mas é o bicho homem que me fascina. Como foi que não pensei antes? A resposta estava sempre comigo, afinal faço parte dos bichos que não têm rabo. Eis então que me ocorre que não são todos. Alguns exemplares do bicho-homem têm sim rabo, o tal rabo preso, que quando escapam se transformam em escândalos com direito à imagem na TV, um festival de gente enchendo as cuecas e os bolsos com dinheiro alheio, dinheiro do povo principalmente. Mas essa é outra história e o Bruno ainda é muito novo pra entender. Talvez – e eu torço muito para que isso aconteça – no futuro, quando a geração dele estiver no comando, aconteça de o homem, de fato, não ter rabo...

Leia Também