Terça, 21 de Novembro de 2017

Puccinelli anuncia "fim de carreira" política em 2014

26 MAR 2010Por 05h:48
O governador André Puccinelli (PMDB) anunciou o encerramento de sua carreira política em 2014. Ele alegou a importância de largar os embates eleitorais para se dedicar à família. Puccinelli afirmou que, daqui quatro anos, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), será candidato ao Governo do Estado e a prefeita de Três Lagoas e sua futura vice, Simone Tebet (PMDB), concorrerá ao Senado. Em entrevista ao Correio do Estado na noite de quartafeira, em Três Lagoas, o governador foi incisivo ao anunciar sua aposentadoria política. “Não serei candidato a nada em 2014. Depois de concluir meu segundo mandato (de governador), se Deus assim permitir, vou encerrar minha carreira política e posso garantir que irei trabalhar para eleger Nelsinho Trad governador e Simone Tebet senadora”, afirmou. Durante o lançamento oficial de Simone para a vice-governadoria, André prometeu ajudar a prefeita e Nelsinho a alçarem voos mais altos na política em Mato Grosso do Sul. “No que depender de mim, o futuro deles está traçado. Só vai depender deles agora”, disse Puccinelli. Ele revelou o desejo de Simone seguir os passos do pai (senador Ramez Tebet). Por isto, em 2014, o governador prometeu apoiá-la para o Senado. Segundo André, a prefeita “chegou a dizer que gostaria muito de terminar a missão do pai, interrompida em 2006”. Ramez Tebet morreu vítima de câncer, faltando quatro anos para terminar o mandato. Puccinelli também lembrou da resistência do PMDB, em 2004, de escolher a então deputada estadual Simone Tebet para disputar a prefeitura. “Mas fui voto vencido e graças a Deus o destino estava certo, porque ela fez uma revolução em Três Lagoas e vai fazer muito mais por Mato Grosso do Sul”, concluiu. Em discurso de pré-candidata, Simone disse que Três Lagoas não precisa mais dela como prefeita. “Eu é que preciso de vocês”, declarou. União Nelsinho Trad, também presente à festa de quarta-feira em Três Lagoas, disse que “está pronto para cumprir a missão”, seja como o próximo candidato ao governo depois de André, seja como candidato a senador. “Minha presença aqui é mais uma prova de que não há nenhum tipo de conflito entre eu e Simone e que vamos trabalhar juntos para esta e para as próximas eleições”, declarou. Nove prefeitos da região do Bolsão participaram da cerimônia e apoiaram a indicação da prefeita para a chapa de André. Dois deles, Eledir Barcelos, de Santa Rita do Pardo e José Carlos Lemos, de Bataguassu, são petistas.

Leia Também