Sábado, 18 de Novembro de 2017

PTB ignora PT e anuncia aliança com o PMDB em MS

10 ABR 2010Por 20h:55

Fernanda Brigatti e Lidiane Kober

 

O PTB anuncia hoje apoio à candidatura do governador André Puccinelli (PMDB) à reeleição e a José Serra (PSDB) para presidente da República. O presidente regional do partido, Ivan Louzada, afastou a hipótese de fechar aliança com o PT em Mato Grosso do Sul. "Não haverá acordo com o Zeca (José Orcírio dos Santos)", declarou Ivan.

Segundo ele, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson (RJ), recomendou pressa na definição pela candidatura de André para acabar com a pressão em favor de José Orcírio.

O ex-governador esteve ontem à tarde na sede do diretório do partido para tentar reverter a decisão de aliança com o PMDB. "Ele esteve aqui e disse que precisa do PTB", contou Louzada". Mas, o assédio não deu resultado. O presidente do PTB em Mato Grosso do Sul garante que "o nosso apoio a André é irreversível" e frisou também que uma coligação com o PT seria muito improvável, pois os partidos se afastaram no Estado. Ainda segundo ele, os quadros do partido que, ainda têm identificação com o ex-governador, são aqueles que "jamais foram PTB".

Louzada planejava adiar a decisão para o início da próxima semana, mas foi convocado por Roberto Jefferson a apresentar a definição na tarde de hoje. Ele e os presidentes das demais executivas estaduais foram convocados a participar do lançamento da pré-candidatura de José Serra, amanhã (10/04), em Brasília (DF).

O presidente estadual do PTB destacou que outros Estados, como Bahia, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Mato Grosso e Rio de Janeiro também seguiram a orientação nacional de "não ficar com a Dilma (Rousseff)" e "apoiar o Serra".

A decisão pela coligação com o PMDB será anunciada após reunião da executiva estadual, marcada para a manhã de hoje. "O PTB de verdade votará do mesmo jeito", disse. "Ou seja, a favor de uma composição com André Puccinelli", completou.

Na manhã de ontem, o governador já previa a decisão do PTB em apoiar sua reeleição, em detrimento da candidatura de José Orcírio. "Eu acho que o PTB ficará comigo, como eu acho que o PR ficará comigo", afirmou. Ele destacou, no entanto, que as coligações só serão realmente fechadas no dia 30 de junho.

Leia Também