Terça, 21 de Novembro de 2017

PT de MS garante apoio a Temer

17 JUN 2010Por 06h:18
adilson trindade

O ex-governador José Orcírio dos Santos (PT) disse que o presidente nacional do PMDB, Michel Temer (SP) — candidato a vice-presidente da República — não vai ficar órfão na campanha presidencial em Mato Grosso do Sul. Ele prometeu trabalhar duro para ajudá-lo a se eleger ao lado da ex-ministra Dilma Rousseff (PT) para o Palácio do Planalto.

Orcírio revelou que disse ao próprio Temer, na Convenção Nacional do PT, do seu empenho na campanha eleitoral em Mato Grosso do Sul em favor da chapa de Dilma. Ele criticou, ainda, o governador André Puccinelli  por abandonar Temer, que é dirigente máximo do PMDB no País.

“Disse para o Temer que, se o governador do partido dele não tem coragem de pedir votos para ele, eu vou pedir”, comentou José Orcírio, em entrevistas a emissoras de rádio do interior. “Vou pedir votos para Dilma e para Michel Temer, do PMDB. Vou defender este palanque, porque entendo que é o melhor para o Brasil e para Mato Grosso do Sul, pois todos sabem que os investimentos que temos aqui são do nosso governo, do governo Lula”, ressaltou.

Segundo o petista, Lula ficou “muito chateado” por saber que, quando André anunciou apoio a José Serra (PSDB) na sucessão presidencial, disse esperar que o tucano seja um “pai para Mato Grosso do Sul” e que Lula não fez mais que a obrigação ao investir no Estado. Orcírio passou o final de semana com Lula, no Palácio da Alvorada.

Vice
Ontem, o petista afirmou que no dia 29 anunciará o nome do candidato a vice em sua chapa. “A vaga de vice fica com PSB, ou com o PP, o PV, enfim, um dos partidos que vão ficar conosco”.

Leia Também