Sábado, 18 de Novembro de 2017

Projeto quer popularizar o estudo da Física

25 MAI 2010Por 07h:26

Thiago Andrade

 

Qual o objetivo em repetir experimentos realizados por um grego há cerca de 2.200 anos para medir o diâmetro da Terra? Para o professor Rodolfo Langhi, do Departamento de Física da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), é mostrar como a Física está próxima de nossas vidas, fazendo parte do cotidiano. Ele é coordenador do Projeto Eratóstenes, do qual o Brasil participa pela primeira vez e conta com mais de 70 escolas e clubes de ciências inscritos no País. Quem quiser participar ainda pode inscrever-se até o dia 10 de junho, pelo site http://difusion.df.uba.ar/. A UFMS é a coordenadora nacional.

Para entender o projeto é necessário saber quem foi Eratóstenes, um grego que trabalhou como bibliotecário na lendária biblioteca de Alexandria. Ele foi o primeiro a medir o diâmetro do planeta por meio de uma técnica bastante simples. "Em um dia ensolarado, após fincar uma estaca no solo em posição vertical, percebeu que não havia sombra porque era meio-dia. Então, decidiu fazer isso em outra cidade, e percebeu que havia sombra. Por meio de cálculos trigonométricos, ele chegou ao valor aproximado do diâmetro terrestre", explica Rodolfo.

No projeto homônimo, as escolas inscritas executarão a medição, semelhante à de Eratóstenes, em um dia entre 18 e 24 de junho, levando-se em consideração as condições climáticas e da gestão da escola, ao meio-dia solar. Cada instituição colocará no site do projeto as medidas, para que os professores possam utilizá-las em sala e calcular a circunferência da Terra.

"O mais importante nesse projeto são as características didáticas. Basta procurar na internet que achamos facilmente qualquer valor sobre a Terra. O interessante é fazer o aluno vivenciar o aprendizado dessa disciplina", esclarece Rodolfo. Para tanto, em cada escola, um professor será selecionado para ficar à frente do grupo.

Além da medição, outras atividades podem ser promovidas. No caso da UFMS, as programações tiveram início na sexta-feira, com uma observação astronômica nas imediações da universidade, além de um curso ministrado aos professores do ensino médio de Campo Grande.

 

Curso

Voltado para professores de Física de escolas da Capital, o curso é promovido pelo Departamento de Física da UFMS, vinculado ao Programa Casa da Ciência da universidade e tem como objetivo oferecer preparação para que os profissionais lidem com temas relacionados à astronomia dentro da sala de aula. Embora tenha iniciado na última sexta-feira, interessados ainda podem inscrever-se. A duração é de dois meses, as aulas são semanais e acontecem no período vespertino. As inscrições podem ser feitas pelo telefone 3345-7031.

Leia Também