Quarta, 22 de Novembro de 2017

Produtor de algodão quer mudanças

31 MAI 2010Por 08h:32
No último dia 20, durante a visita do governador do Estado a Chapadão do Sul, o presidente da Associação dos Produtores de Algodão de Mato Grosso do Sul – Ampasul, Darci A. Boff, solicitou ao Governo estadual que promova mudança no incentivo PDAgro.
Este programa foi criado para incrementar o plantio das culturas de algodão, arroz, feijão, girassol, milho, sorgo e trigo em Mato Grosso do Sul, com o objetivo de diversificar, ampliar a produção agrícola e pecuária.
Para calcular o PDAgro sobre o algodão, a Iagro discrimina a fibra por tipo, ou qualidade do fio, para então autorizar o percentual do incentivo, que vai de 50% a 75% do ICMS.
A exemplo do que ocorre nos estados de Mato Grosso e de Goiás, o presidente da entidade que representa os produtores de algodão solicitou ao governador Puccinelli que o incentivo seja único para qualquer tipo de algodão. Justifica Darci que Mato Grosso do Sul produz algodão de ótima qualidade e a medida iria desburocratizar e agilizar o incentivo. Nos estados vizinhos citados, o incentivo é único, de 75% do ICMS.
O governador ouviu atentamente o presidente da Ampasul e levou a reivindicação para estudo especialmente junto à Secretaria de Receita e Controle, que é quem decide, normalmente com muita morosidade, a concessão desses benefícios. A secretaria da Produção deve também participar desses estudos.

Leia Também