Sábado, 18 de Novembro de 2017

Produção de farelo de soja caiu 20,7%

19 MAI 2010Por 06h:12
ADRIANA MOLINA

A produção de farelo de soja em Mato Grosso do Sul caiu 20,75% no último ano, conforme dados divulgados ontem pelo Serviço de Fiscalização Agropecuária, da Superintendência Federal da Agricultura (SFA). O montante produzido em 2009 foi de 1,08 milhão de toneladas, enquanto em 2008 foram mais de 1,36 milhão do produto, que atualmente é um dos principais componentes e rações para avicultura e suinocultura.

De acordo com o fiscal federal agropecuário, responsável pelo setor de nutrição animal da SFA, Mário Rabelo, a queda brusca na produção do farelo de soja é reflexo do fechamento de empresas que processam a soja para a fabricação do subproduto no ano passado. “Em 2008 tínhamos sete empresas atuando em Mato Grosso do Sul no segmento, hoje são apenas quatro − o que fez a produção reduzir dessa forma tão rápida”, explica.

Há dois anos existiam duas empresas em Campo Grande, uma em Bataguassu, Fátima do Sul, Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas. Hoje operam apenas uma fábrica na Capital, e as de Dourados, Ponta Porã e Três Lagoas. “Não temos como dizer o que fez essas indústrias fecharem suas portas aqui, mas sabemos que a maioria delas têm filiais em Mato Grosso, Goiás e São Paulo. O que pode ter ocorrido é a transferência do processamento para outras plantas próximas, já que a produção de soja no País é cada vez maior, o que nos leva a crer que não é por conta de oferta e demanda”, pondera Rabelo.
Mais da metade da produção de farelo de soja de Mato Grosso do Sul é exportada para outros países e parte é enviada aos demais estados brasileiros. No Estado, o subproduto da soja é usado em larga escala em rações de aves e suínos, nos estabelecimentos que criam esses animais para fins comerciais.

Outros
O Serviço de Fiscalização Agropecuária da Superintendência Federal de Agricultura verificou ainda estagnação na produção de farelo de trigo no Estado, que atingiu números bem parecidos aos registrados nos dois últimos anos. A produção desse tipo de ingrediente, também usado em rações, atingiu 21 mil toneladas no ano passado. O farelo de arroz foi outro que teve produção empatada com 2008, em 2009 totalizou seis mil toneladas.

Leia Também