Domingo, 19 de Novembro de 2017

Prefeitura exige agentes “halterofilistas”

30 MAR 2010Por Vânya Santos23h:17
Os candidatos a agente comunitário de saúde, que se submeterão a teste de aptidão física a partir de segunda-feira, precisarão de condicionamento de halterofilista para vencer esta etapa do concurso. Ele terão que levantar 25 quilos, o equivalente à metade de um saco de cimento. A prova teórica do processo de seleção foi aplicada no início de março.

Conforme edital, a exigência de levantar 25 quilos vale para homens e mulheres. O candidato terá que suspender o peso até a altura do peito por cinco vezes consecutivas, e concluir a etapa em um minuto, no máximo. Neste exercício, a pessoa deverá ficar em pé, flexionar as pernas para pegar a barra acomodada no chão, em seguida levantá-la até o peito, e retornar as pernas para a posição inicial. Além do levantamento de peso, os candidatos de ambos os sexos terão que fazer teste de 150 metros com bicicleta e corrida de 2 mil metros para homem e 1,8 mil metros para mulher.

A estudante, de 34 anos, que preferiu não divulgar o nome para evitar represália, foi aprovada na prova teórica do concurso e agora será submetida à avaliação física, no entanto, apesar de treinar diariamente há quase um mês, ainda não consegue levantar a quantidade de peso cobrada na prova. “Tanto eu como outras candidatas, que estão treinando juntas, não conseguimos levantar 25 quilos, enquanto tem homem que levanta o mesmo peso em 20 segundos”, reclamou a mulher, explicando que consegue sustentar apenas 20 quilos, sendo esta a quantidade exigida no edital do último concurso para agente comunitário.

Segundo a estudante, as oito mulheres que treinam junto com ela não conseguem levantar o peso que será cobrado na prova. “É um teste pesado para mulher e temos pouco tempo para treinar. A maioria das mulheres não vive na academia levantando peso, trata-se de dona de casa e estudante”.
Ela reclamou também que mulheres que tiraram boa nota na prova teórica podem perder a vaga por ter que competir com homens, que têm mais resistência física e levarão vantagem no teste. Para a candidata, outra desigualdade está no fato de não haver limite de idade para a prova. “Todo mundo corre e levanta peso igual, independente de ter 18 ou 50 anos”.
O agente comunitário, geralmente, trabalha na região onde mora e integra o Programa de Saúde Básica da Família, que acompanha o cronograma de vacinação dos moradores, o crescimento das crianças, bem como a saúde de diabéticos e idosos.

Personal
De acordo com o personal trainer Antônio Carlos Mussi, que há sete anos atua na preparação física de candidatos a concursos, uma pessoa sedentária terá dificuldade em concluir a prova aplicada a partir da próxima semana. Ele explicou que, geralmente, o homem tem carga de exercícios mais pesada do que a mulher, mas neste concurso o teste está nivelado porque ambos farão o mesmo esforço físico na profissão. “Este exercício – levantamento de peso – é considerado de nível médio, mas o homem, sem treinar, vai conseguir. Já a mulher vai precisar treinar em torno de 30 a 50 minutos, três vezes por semana, de um a dois meses”, orientou o profissional, explicando que, neste caso, o biotipo e a massa muscular favorecem o homem.

Desnecessário
A coordenadora de dados do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde Pública de Campo Grande e agente comunitária, Ironília de Oliveira, considera o levantamento de peso com 25 quilos desnecessário porque diariamente o profissional carrega peso médio de cinco quilos. Eles levam numa bolsa ficha das famílias e balança para pesar crianças de até cinco anos.

“A balança tem capacidade para 25 quilos e o agente procura sempre um suporte para suspender o equipamento, mas se não tiver, ele tem que sustentar. Eu mesma não encontro suporte para amarrar a balança em berçários, nas creches. Então, provavelmente esse teste é porque a balança tem essa capacidade, mas eu não vejo necessidade”, opinou Ironília.

Leia Também