Domingo, 19 de Novembro de 2017

Prefeitura alega que teste do peso é para evitar atestados médicos

6 ABR 2010Por 21h:00

Depois que candidatos reclamaram que concurso para agente comunitário de saúde exigia condicionamento de halterofilista, Prefeitura de Campo Grande afirmou que o teste de aptidão física passou a ser exigido porque a Secretaria Municipal de Saúde constatou que servidores apresentavam documentos médicos atestando a falta de condições para exercer a função.

Pouco mais de dois mil candidatos foram convocados para fazer o teste físico, aplicado de 5 a 12 de abril, no Estádio Morenão. Na ocasião, homens e mulheres terão que levantar peso de 25 quilos, fazer teste de 150 metros com bicicleta e corrida de 2 mil metros para homem e 1,8 mil metros para mulher. A prova teórica do processo foi aplicada no início de maio e o concurso é para formar cadastro de reserva para agente comunitário de saúde.

"Não queremos atletas, queremos pessoas que saibam andar de bicicleta e que consigam carregar a mochila. Estamos bem calçados por profissionais da área de educação física de que esse teste é muito simples, não tem nada de exigente e fico admirada com essa reclamação", comentou a presidente da Comissão de Concurso dos Agentes Comunitários, Diná Guimarães de Campos.

Ela contou que, depois de aprovados no processo de seleção, os profissionais alegavam que não podiam trabalhar no sol, não sabiam andar de bicicleta, sentiam dor na coluna em função da mochila que carregavam ou que, ao colocar as crianças na balança, não suportavam o peso.

 

Substituição

Ela explicou que o primeiro concurso para agente comunitário foi aplicado em 2003 e, na ocasião, o processo de seleção consistia em prova escrita e entrevista, que avaliava o conhecimento do candidato com relação à região onde morava porque seria a área onde o agente atuaria. Como não era avaliada a habilidade para o exercício da função, depois de admitidos os servidores passaram a apresentar problemas de saúde e dificuldade em executar as atribuições do cargo.

Em 2007, a Comissão de Concursos e uma equipe técnica da Secretaria de Saúde substituíram a entrevista pelo teste físico.

 

Teste físico

A presidente da comissão esclareceu que tanto homens quanto mulheres deverão levantar peso de 25 quilos no teste de aptidão física porque, durante o exercício da função, eles terão que pesar crianças na comunidade onde irão atuar. Ela garantiu que a secretaria foi quem determinou o peso que será cobrado durante a avaliação.

"Quando a gente acompanha as provas físicas dos concursos, percebemos que poucos candidatos reprovam, a não ser aquele que não pratica atividade física, mas é raro. Geralmente, as que reprovam estão acima do peso, têm dificuldade de correr, de se equilibrar na bicicleta ou são mais idosas. Já os candidatos entre 30 e 40 anos fazem o teste tranquilamente".

No último concurso para agente comunitário, em 2008, as mulheres tinham que levantar 20 quilos, no entanto, a secretaria pediu que aumentasse para 25 porque considerava o peso anterior baixo. Quanto ao teste de corrida, Diná explicou que será aplicado conforme o sexo do candidato porque o agente não vai precisar correr no dia-a-dia, então a prova é só para avaliar o preparo físico, por isso tem a diferenciação. (VS)

Leia Também