Segunda, 20 de Novembro de 2017

Prefeitos assinam convênios no valor de R$ 60 milhões

24 JAN 2010Por MARCO EUSÉBIO06h:30
O secretário do Desenvolvimento do Centro-Oeste, Carlos Henrique Menezes Sobral, do Ministério da Integração Nacional, estará em Campo Grande amanhã, para assinar convênios com prefeituras de Mato Grosso do Sul relativos a emendas empenhadas no Orçamento da União de 2009. São aproximadamente R$ 60 milhões para 55 municípios. O encontro terá início às 15 horas na sede da Associação dos Municípios (Assomasul) e visa a acelerar o início de obras antes do período em que a legislação eleitoral proíbe o repasse de recursos federais para novos empreendimentos. “Ma is de 50 prefeitos deverão estar presentes”, informou o deputado Waldemir Moka (PMDB) que, na condição de coordenador da bancada federal, organiza a reunião com apoio da associação que congrega os prefeitos. Conforme o parlamentar, a reunião coletiva tem por finalidade evitar que cada prefeito tenha de ir a Brasília assinar seus respectivos convênios, agilizar o prazo para licitação e iniciar as obras antes de abril, para não ter o impedimento da lei eleitoral. “Até abril tem de ter 20% da obra construída, para não haver impedimento da liberação do restante dos recursos”, explicou. Conforme o deputado, prefeitos de cidades que enfrentam situação emergencial e prejuízos em decorrência das chuvas, devem aproveitar o encontro para antecipar relatórios dos problemas. “O Carlos Henrique levará os relatórios ao ministro Geddel Vieira Lima”, explicou. Como o ministro da Integração Nacional vai receber os deputados e senadores do Estado na quartafeira, às 15h (DF), para tratar do assunto, o coordenador acredita que, ciente antecipadamente dos prejuízos, Geddel Vieira Lima poderá acelerar a liberação da ajuda da União às cidades. Investimentos “É um volume expressivo de recursos, que vai permitir a realização de quase uma centena de obras em todas as regiões do Estado”, disse o senador Delcídio do Amaral (PT) que, com o deputado federal Antônio Carlos Biffi (PT), beneficiou 24 municípios com R$ 26,7 milhões. “O dinheiro será investido em pavimentação asfáltica, drenagem, reforma de escolas e até na construção de um estádio de futebol (Fátima do Sul)”, adiantou.

Leia Também