Terça, 21 de Novembro de 2017

Prefeito do PDT grava depoimento em favor de Moka

4 AGO 2010Por 08h:19
 Fábio Dorta, de Dourados

O prefeito de Dourados, Ari Artuzi (PDT), gravou depoimento para os programas eleitorais de rádio e televisão do deputado federal Waldemir Moka (PMDB), candidato ao Senado pela coligação Amor, Trabalho e Fé. A gravação foi confirmada pela coordenação da campanha do candidato do PMDB.
Quando anunciou oficialmente apoio à candidatura do governador André Puccinelli (PMDB), Artuzi afirmou que não estava cometendo nenhum ato de infidelidade partidária porque o PDT não tem candidato ao Governo do Estado. O partido apoia a candidatura do ex-governador José Orcírio dos Santos (PT), principal rival de Puccinelli na disputa deste ano.
No entanto, no último final de semana, no ato de lançamento do comitê de Puccinelli em Dourados, o prefeito anunciou apoio a Moka e não citou em seu discurso o nome de Dagoberto Nogueira, candidato do PDT ao Senado. Ao discursar, o prefeito disse que serão eleitos senadores Moka e o vice-governador Murilo Zauith (DEM), que também concorre na chapa encabeçada pelo governador.
Durante caminhada com Puccinelli pelo centro de Dourados, e no lançamento do comitê da coligação Amor, Trabalho e Fé, Artuzi circulou com adesivos de Moka e Murilo colados na camisa.
Além disso, o prefeito escolheu apoiar o ex-pedetista Ary Rigo (PSDB) para a Assembleia Legislativa. O vereador Aurélio Bonatto (PDT), que é da sua base de sustentação na Câmara Municipal, disputa o mesmo cargo.

Leia Também