Sexta, 17 de Novembro de 2017

Prefeito busca recursos para concluir obra na Rua Ceará

29 JUL 2010Por 23h:20
anahi zurutuza

O prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), esteve ontem em Brasília (DF) para assegurar a liberação de mais R$ 9 milhões para dar continuidade às obras de recuperação da Avenida Ricardo Brandão e Rua Ceará – vias destruídas pelas chuvas que atingiram a Capital em dezembro do ano passado e fevereiro deste ano. Dos R$ 20 milhões garantidos pelo Ministério da Integração Nacional, até agora, R$ 11 milhões foram liberados para o município. De acordo com o secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Rodrigo Aquino, a prefeitura já gastou R$ 8 milhões e depende dos R$ 9 milhões ainda não liberados para terminar os trabalhos de reconstrução das duas vias.
Segundo Rodrigo, 45% da obra já foi concluída. No local, operários trabalhavam ontem na montagem da galeria de concreto de canalização do Córrego Prosa (que passa sob a Rua Ceará). Também uma retroescavadeira retirava terra do fundo do curso d’água, com objetivo, de acordo com os trabalhadores, de aumentar a profundidade do córrego, por onde passará outro trecho da galeria.
Segundo o secretário a ida do prefeito a Brasília foi necessária para acelerar a liberação dos recursos, já que a ordem é agilizar também os trabalhos na Ricardo Brandão e Ceará, para que a obra esteja concluída antes do início do período de chuvas. “Acreditamos que até o meio de agosto, já vamos estar com 50% do trabalho concluído e, então, vamos precisar do restante do recurso. Não queremos ter interrupções, agora que estamos conseguindo trabalhar em ritmo mais forte”.

Mais recursos
Além dos R$ 9 milhões, o prefeito aproveitou a estada em Brasília para pleitear também a liberação de R$ 58 milhões em verbas já garantidas pelo governo federal para Campo Grande. Os repasses são para dar continuidade às obras de drenagem e pavimentação dos bairros Jardim Nascente do Segredo, Jardim Panorama, Jardim Nachiville, Jardim Aero Rancho e Jardim Noroeste. Também fazem parte do montante, a verba que o município deve receber a construção do Centro de Belas Artes, cobertura da Feira Central e obras do Hospital de Traumas.
Nelsinho ainda tinha reuniões marcadas no Ministério da Justiça, onde iria apresentar projetos para avançar nas negociações para a liberação de recursos que a prefeitura pleiteia para investir na compra de equipamentos, armamentos e viaturas para a Guarda Municipal de Campo Grande.

Leia Também