Sexta, 24 de Novembro de 2017

Preço do álcool recuou só R$ 0,02 no Estado

17 FEV 2010Por 07h:41
As medidas do governo federal para baixar os preços dos combustíveis começaram a apresentar resultados na última semana. Pela primeira vez no ano as cotações do álcool anidro tiveram redução em Mato Grosso do Sul. Do dia 7 ao dia 13 de fevereiro houve queda nos valores médios do produto em cerca de R$ 0,02, conforme verificado pela pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Em 6 de fevereiro o litro do álcool valia em média R$ 2,07. No último dia 13, a agência constatou redução de 0,97%, chegando aos R$ 2,05. O combustível foi encontrado no Estado custando de R$ 1,88, em Campo Grande, a R$ 2,36, em Ponta Porã. Na Capital, a queda ficou dentro da média estadual, de R$ 0,02. Os preços passaram de R$ 2,06 para R$ 2,04 (valores médios). Os mínimos e máximos constatados em 137 postos consultados pela ANP foram de R$ 1,88 e R$ 2,19, respectivamente. Reflexos Embora tenha ocorrido queda, conforme verificado pela pesquisa da ANP, os consumidores não sentiram no bolso as mudanças da última semana. Os números ainda representam pouco para quem abastece um veículo. Para se ter uma idéia, em um tanque de 40 litros, se economiza hoje apenas R$ 0,80 abastecendo com álcool, por exemplo. Nem mesmo os que trabalham nos postos de combustíveis têm notado diferença. O frentista Rodney Dutra diz que os valores continuam os mesmos desde o final do ano passado. “Não baixou nem subiu não só neste posto, mas em todos que vejo por aí. Os preços estão estáveis já há algum tempo”, afirma. Gasolina Ao contrário do anidro, a cotação da gasolina, que teve reduzido de 25% para 20% o percentual de álcool em sua composição no mês passado, apresentou alta nos últimos dias. Conforme a pesquisa, a média de preços estadual foi de R$ 2,60 na semana passada, enquanto que na anterior era de R$ 2,59. O combustível pode ser encontrado no Estado custando entre R$ 2,41 e R$ 2,98. Já na Capital, o acréscimo foi um pouco maior, de R$ 0,02 pelo litro no preço médio. Passou de R$ 2,57 no dia 6 de fevereiro, para R$ 2,59 no dia 13 do mesmo mês. Em Campo Grande, a gasolina pode ser encontrada com valores entre R$ 2,41 e 2,72. Usinas Por outro lado, pesquisa feita pela ANP no período de 31 de janeiro a 6 de fevereiro registra aumento no preço médio do álcool, que passou de R$ 2,021 para R$ 2,064. Na semana seguinte, de 7 a 13 deste mês, o custo do álcool caiu R$ 0,02, ou seja, as cotações continuam as mesmas de antes da redução do álcool na gasolina. O preço do álcool combustível hidratado chegou ao pico no dia 22 de janeiro, cotado a R$ 1,2055. Somente na semana seguinte (29), apresentou queda discreta de 1,01%. Já na primeira semana de fevereiro, o recuo da cotação foi maior: 2,7%, caindo para R$ 1,1612. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), que monitora as cotações do álcool vendido em São Paulo, o recuo de 2,7% na última semana em relação à anterior deve-se ao pequeno interesse de distribuidoras que continuam comprando somente o necessário para atender à demanda pontual. Entre as usinas, algumas unidades fecharam negócios a valores menores por conta da necessidade de caixa em função do período de encerramento de safra.

Leia Também