Quinta, 23 de Novembro de 2017

Preço do álcool começa a recuar

10 MAR 2010Por 02h:04
O preço do litro do álcool hidratado combustível começa a recuar nas bombas em Campo Grande. Dentre os 44 postos pesquisados, dez já vendem o produto com queda de R$ 0,10 a R$ 0,18 desde a última sexta-feira. Essa quantidade de estabelecimentos representa 25% do total pesquisado. Considerando apenas esse número de postos, o preço médio do álcool caiu para R$ 1,85; mesmo assim, ainda não é vantajoso para o consumidor abastecer com o combustível, pois chega a 73% do valor da gasolina (R$ 2,54). Esse ganho só ocorre quando o percentual for inferior a 70%. Dados da pesquisa feita ontem pela equipe de reportagem do Correio do Estado, em 44 postos da Capital, mostram que o menor preço do litro de álcool foi de R$ 1,77 e o maior R$ 2,249. A variação é de R$ 0,479 ou 27%. Ao optar por usar o álcool, vale a pena pesquisar. Ao abastecer com 50 litros, o consumidor pode economizar até R$ 23,95. A tendência para o produto é de queda. No período de 26 de fevereiro a 5 de março, a cotação nas usinas caiu de R$ 1,2011 para R$ 1,1198, ou seja, 6,8%. Já nas distribuidoras, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na mesma semana, o preço de venda aos postos variou entre 1,684 e R$ 1,8760. Racionamento Na tarde de segunda-feira, vários gerentes de postos admitiram que a BR Distribuidora está racionando o volume de gasolina para os estabelecimentos. A queixa geral é a de que em um pedido de 30 mil litros, por exemplo, chegam apenas 25 mil. Ontem, porém, gerente de um posto da Capital afirmou que essa prática acontece sempre e isso não é novidade. Ele frisa que o proprietário do posto não define o volume de combustível comprado, porque depende de “cálculos estranhos” de cota, para depois enviar o produto. “Agora é que estão falando nisso, mas nunca foi diferente”, diz. Diesel O óleo diesel, por outro lado, está em um momento de estabilidade. Em fevereiro, a média brasileira ficou em R$ 2,098 para o consumidor. Mato Grosso do Sul está em 12º lugar no ranking de combustíveis mais caros do País. O preço médio é de R$ 2,192. Segundo o último levantamento do Ticket Car, na Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo, o diesel tem o menor preço do País, R$ 1,903 o litro. Já quem trafega pela BR-163 em Mato Grosso e em Mato Grosso do Sul paga mais caro, R$ 2,279 e R$ 2,233, respectivamente.

Leia Também