Segunda, 20 de Novembro de 2017

PR pode ficar com Dilma, mesmo se André apoiar Serra

27 ABR 2010Por 20h:10

Apesar de ter declarado apoio à reeleição do governador André Puccinelli (PMDB), o Partido da República pode aliar-se à ex-ministra-chefe da Casa Civil Dilma Rousseff (PT) na campanha pela sucessão presidencial, independentemente do posicionamento do governador. A informação é do presidente regional do PR, deputado Londres Machado.

"Se os prefeitos decidirem que o melhor caminho é com a Dilma, uma vez que nosso partido já está coligado com ela em nível nacional, nós vamos trabalhar nesse sentido, mesmo o André tomando a decisão de apoiar o Serra", declarou Londres, ontem, durante evento do Governo do Estado no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo.

 

Chapão

O PR estuda participar de chapa com o PMDB, o PSDB e com o DEM nas eleições proporcionais. "Estamos decidindo (...) se vamos coligar com o PMDB ou se vai ser um chapão, com PSDB e com o DEM. Faltam muitas conversações ainda para formarmos a chapa", disse Londres. Segundo o republicano, o PSDB e o DEM "estão querendo se unir num chapão, e o PR não faz nenhuma objeção nesse sentido".

Questionado se tem interesse em reassumir o comando da Assembleia Legislativa, que presidiu por aproximadamente 20 anos, Londres afirmou que antes da eleição não discute o assunto. "Só depois da eleição", enfatizou. (MM)

Leia Também