Sábado, 25 de Novembro de 2017

Plano de emergência prevê corte total na importação de gás

13 SET 2008Por 14h:10
     

        O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou ontem no final da tarde que o plano de contingência elaborado pelo governo suportaria um corte no fornecimento de gás natural de até 30 milhões de metros cúbicos por dia. O volume é equivalente a todas as importações feitas pelo país na Bolívia. Segundo ele, usinas termelétricas, indústrias e veículos a gás natural veicular (GNV) seriam os afetados pelo racionamento.

        O abastecimento de gás natural boliviano foi normalizado ontem à tarde, depois do desligamento de uma válvula do Gasoduto Yacuíba-Rio Grande (Gasyrg), na Bolívia, suspender a operação do duto, que tem capacidade para transportar 17 milhões de metros cúbicos por dia. Especialistas e executivos, porém, acreditam que existe o risco de novos ataques, uma vez que é difícil garantir a segurança em todos os 430 quilômetros de extensão do duto. Fonte: G1

Leia Também